sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

BANCOS inventam dinheiro a partir do NADA :

Quanto maior for o crescimento do banco maior é a inflação gerada pelo mesmo.

Isto porque o banco vive dos empréstimos que faz com o dinheiro que lá tem depositado. Seria de supor que os seus depósitos cobririam os empréstimos do banco mas isso está longe de suceder.

O banco comercial, o seu banco de todos os dias, cria na realidade o dinheiro que empresta, numa escala que chega a ser 10 vezes superior à que tem em depósitos.

No fundo, inunda o mercado de dinheiro virtual que não existe a não ser em dígitos informáticos e que nunca foi emitido.
Qualquer empregado bancário lhe dirá que só a banca central pode emitir e criar dinheiro e que o banco comercial não o faz.
Isto é compreensível pois a educação financeira não é o forte dos funcionários bancários que infelizmente têm de se preocupar mais em cumprir objectivos de vendas, etc.
E de facto, não existe nenhuma rúbrica na contabilidade de um banco que fale de “dinheiro criado”.
Mas sabendo que um banco precisa de ter o equivalente a 10% do seu total em reservas é fácil perceber que o banco comercial cria mesmo o dinheiro a partir do nada. Senão vejamos:

O banco A coloca 1000 no banco central de reserva e pode assim emprestar 10000.
Estes 10000 são absorvidos pelos clientes dos empréstimos que o depositam noutro banco, o banco B, que por sua vez vai depositar no banco central como reserva dos seus empréstimos.
Quer isto dizer que o banco B poderá emprestar mais 100000, que continuarão este carrossel sem parar, criando dinheiro a partir dos 1000 iniciais sem qualquer restrição.
E aumentando o dinheiro em circulação, sem um correspondente aumento da quantidade dos bens de consumo, só pode significar aumento dos preços, a inflação como é agora chamada.

Assim, como cada banco tem de emprestar o máximo que pode para poder crescer, vai ser gerador de inflação pois contribui para o aumento da massa monetária

( fonte: APEFI )




« Quero toda a Terra e mais 5 % »


De Onde vem o dinheiro?
Como surge o endividamento?
Como os Bancos nos roubam? Porque cobram juros sem motivo? Imperdível esta leitura ..!

Introdução ( por Sílvio):

Este Texto muito explicativo, mostra-nos como surgiu a noção de dinheiro, como os Bancos cobram juros por dinheiro que não emprestam totalmente, como somos enganados por esse sistema. Como os Bancos nos controlam e nos exploram.


Texto:
( Tirado do site www.umanovaera.com, com conssentimento do webmaster Jackson, meu amigo. Alterei apenas algumas palavras para Português Europeu, de Portugal, e inseri outras fotos).


Fabian estava entusiasmado enquanto ensaiava mais uma vez o seu discurso que ia apresentar pela manhã para a multidão. Ele sempre desejou prestígio e poder, agora os seus sonhos iam tornar-se realidade.
Ele era um artesão que trabalhava com prata e ouro, fabricando jóias e ornamentos, mas não estava contente por ter que trabalhar para viver. Ele precisava de entusiasmo, um desafio, e agora o seu plano estava pronto para começar.


Geração após geração as pessoas utilizaram o sistema de escambo.
Um homem mantinha a sua família suprindo-a do necessário para viver ou especializava-se em algum tipo de comércio particular. Os bens excedentes da sua própria produção eram trocados pelos excedentes de outras pessoas.

Um dia no mercado era sempre ruidoso e poeirento; no entanto, as pessoas desejavam os gritos e as saudações, assim como o companheirismo. Costumava ser um lugar feliz, mas agora tinha gente demais, discussões demais.
Não havia tempo para uma boa conversa. Precisava-se um sistema melhor.
Normalmente, as pessoas eram felizes e desfrutavam os frutos do seu trabalho.

Em cada comunidade, um governo simples tinha sido formado para garantir que as liberdades e os direitos das pessoas fossem protegidos, e que nenhum homem fosse forçado por nenhum outro homem ou grupo de homens a fazer qualquer coisa contra a própria vontade.
Este era o único propósito do governo e cada governador era apoiado voluntariamente pela comunidade local que o havia eleito.
No entanto, o dia de mercado era um problema que não podiam solucionar. Uma faca valia uma ou duas cestas de milho? Uma vaca valia mais do que um carroça?... etc. Ninguém havia pensado num sistema melhor.


Fabian anunciou: "Tenho a solução para nossos problemas de escambo, e convido todos para uma reunião pública amanhã".

No dia seguinte houve uma reunião na praça da cidade e Fabian explicou para todos o novo sistema que ele chamou de "dinheiro". A idéia parecia boa. "Como vamos começar?" perguntaram as pessoas.


Fabian:
"O ouro que eu uso em ornamentos e jóias é um metal excelente. Não perde o brilho nem enferruja e vai durar muitos anos. Fundirei um pouco do meu ouro em moedas e vamos chamar cada moeda de "um dólar".
Ele explicou como esses valores iam funcionar, e que esse "dinheiro" seria realmente um meio para o intercâmbio -
Um sistema muito melhor do que o escambo.

Um dos governadores questionou, "Algumas pessoas podem achar ouro e fazer moedas para si mesmas", disse ele.

"Isso seria muito injusto", Fabian tinha a resposta pronta. "Só as moedas aprovadas pelo governo podem ser utilizadas e estas vão ter uma marca especial gravada nelas".

Isso parecia razoável e foi proposto que se dê a cada homem um número igual de moedas. "Só eu mereço a maioria," disse o fabricante de velas, "Todos utilizam as minhas velas". "Não", disse o fazendeiro, "sem alimento não há vida, com certeza nós temos que ter a maior quantidade de moedas". E a discussão continuou.

Fabian deixou-os discutir durante algum tempo e finalmente disse, "Posto que nenhum de vocês pode chegar a um acordo, sugiro que cada um obtenha de mim a quantidade de que necessitam. Não haverá limite, excepto pela sua capacidade de devolvê-las. Quanto mais dinheiro cada um obtiver, mais deve devolver no final do ano."


"E qual é o seu pagamento?" as pessoas perguntaram a Fabian.

"Posto que vos estou oferecendo um serviço, ou seja, o suprimento de dinheiro, vocês dão-me direito a receber pagamento pelo meu trabalho. Vamos dizer que para cada 100 moedas que vocês obtêm, devolvem-me 105 por cada ano que vocês mantêm a dívida."
As 5 vão ser meu pagamento, e vou chamar esse pagamento de "juros".


Não parecia existir outra maneira, e aliás, 5% parecia pouco para um ano.
"Voltem próxima sexta-feira e vamos começar".

Fabian não perdeu tempo. Fez moedas noite e dia, e no final de semana já estava pronto.
As pessoas fizeram fila para entrar na sua loja, e depois das moedas terem sido examinadas e aprovadas pelos governadores, o sistema passou a vigorar.
Algumas pessoas pediram só umas poucas moedas e saíram para experimentar o novo sistema.


Acharam o dinheiro maravilhoso, e rapidamente valoraram tudo em moedas de ouro ou dólares.
O valor que puseram em cada coisa foi chamado de "preço" e o preço dependia principalmente da quantidade de trabalho requerida para produzir o bem.
Se levava muito trabalho o preço era alto mas se o bem era produzido com pouco esforço o preço era baixo.


Numa cidade morava Alan, que era o único relojoeiro. Os seus preços eram altos porque os clientes estavam ansiosos por pagarem para obter um dos seus relógios.
Depois outro homem começou a fazer os relógios e ofereceu-os com um preço mais baixo para conseguir vendas. Alan foi forçado a baixar seus preços e depois todos os preços caíram, assim os dois homens se esforçaram para dar a melhor qualidade com o menor preço. Essa era a genuína livre competição.

A mesma coisa aconteceu com os construtores, operadores de transportes, contadores, fazendeiros; na verdade, em cada empreendimento. Os clientes escolhiam sempre o que sentiam que era o melhor negócio, tinham liberdade de escolha. Não havia protecção artificial tal como licenças ou tarifas que evitassem que outras pessoas entrassem num determinado negócio.
O padrão de vida elevou-se e depois de pouco tempo as pessoas perguntaram-se como podiam ter vivido antes sem dinheiro.

No final do ano, Fabian saiu da sua loja e visitou todas as pessoas que lhe deviam dinheiro. Algumas possuíam mais do que tinham pedido emprestado, mas isso significava que outras pessoas tinham menos, posto que inicialmente tinha sido distribuída só uma quantidade limitada de moedas. Os que possuíam mais do que tinham pedido emprestado, devolveram o empréstimo e mais 5 adicionais para cada 100, mas tiveram que pedir emprestado novamente para poder continuar.


Os demais descobriram pela primeira vez, que tinham uma dívida. Antes de lhes emprestar mais dinheiro, Fabian tomou-lhes em hipoteca alguns dos seus activos e assim, cada um saiu mais uma vez para tentar conseguir essas 5 moedas extras que pareciam sempre tão difíceis de encontrar.

Ninguém se deu conta de que o país como um todo jamais poderia sair da dívida até que todas as moedas fossem devolvidas, mas mesmo que isso fosse feito haviam ainda aquelas 5 adicionais para cada 100 que nunca tinham sido postas em circulação. Ninguém além de Fabian podia ver que era impossível pagar os juros - o dinheiro extra nunca tinha sido posto em circulação, e portanto sempre faltaria para alguém.


Era verdade que Fabian gastava algumas moedas, mas ele sozinho não podia gastar tanto como os 5% da economia total do país. Haviam milhares de pessoas e Fabian era só um. Além disso, ele ainda era um ourives vivendo uma vida confortável.

Nos fundos da sua loja, Fabian tinha um cofre e as pessoas acharam conveniente deixar algumas das suas moedas com ele por segurança. Fabian cobrava uma pequena quantia, dependendo da quantidade e do tempo que o dinheiro permanecia com ele e dava ao dono das moedas um recibo por cada depósito.
Quando uma pessoa fazia compras, normalmente não levava muitas moedas de ouro. Essa pessoa dava ao mercador um dos recibos de Fabian segundo o valor das mercadorias que desejava comprar.


Os mercadores reconheciam o recibo como verdadeiro e aceitavam-no com a idéia de levá-lo depois a Fabian para retirar uma quantidade equivalente em moedas. Os recibos passaram de mão em mão ao invés do próprio ouro. As pessoas confiavam totalmente nos recibos - elas os aceitavam como se fossem tão bons quanto as moedas de ouro.
Em pouco tempo, Fabian notou que era muito pouco freqüente que uma pessoa pedisse de volta suas moedas de ouro.

Ele pensou: "Aqui estou eu, na posse de todo este ouro e continuo tendo que trabalhar duro como artesão. Não faz sentido. Há muitas pessoas que ficariam contentes de me pagar juros pelo uso deste ouro que está guardado aqui e cujos donos raramente pedem de volta."
É verdade que o ouro não é meu, mas está no meu poder e é o que interessa. Praticamente não preciso mais de fazer moedas, posso utilizar algumas das que estão guardadas no cofre."




No início ele era muito precavido, emprestando umas poucas moedas de cada vez e somente quando tinha certeza da sua devolução. Mas aos poucos adquiriu confiança e emprestou quantidades cada
vez maiores.
Um dia, pediram um empréstimo bastante grande. Fabian sugeriu,
"Em vez de você levar todas estas moedas podemos fazer um depósito em seu nome e então eu dou-lhe vários recibos com o valor das moedas".

A pessoa que pediu o empréstimo concordou e saiu com um maço de recibos.
Ela tinha obtido um empréstimo, no entanto o ouro continuava no cofre de Fabian.

Depois que o cliente saiu, Fabian sorriu. Ele podia ter seu bolo e ainda por cima comê-lo. Ele podia "emprestar" o ouro e ainda mantê-lo no seu poder.

(Nota, sílvio: É o que os Bancos fazem connosco)


Os amigos, os estrangeiros e até os inimigos necessitavam de fundos para continuarem os seus negócios e desde que pudessem garantir a devolução, podiam pedir emprestado tanto quanto necessitassem. Simplesmente escrevendo recibos Fabian podia "emprestar" várias vezes o valor do ouro que havia no seu cofre, e ele nem sequer era o dono do dinheiro. Tudo era seguro, desde que os donos verdadeiros não pedissem a devolução do seu ouro e a confiança das pessoas fosse mantida.
Ele tinha um livro onde registrava os débitos e os créditos de cada pessoa. De facto, o negócio de empréstimos estava sendo muito lucrativo.

A sua posição social na comunidade aumentava quase tão rapidamente quanto sua riqueza. Ele estava se tornando um homem importante e requeria respeito. Em matéria de finanças, a sua palavra era como uma declaração sagrada.
Os ourives de outras cidades ficaram curiosos sobre suas atividades e um dia chamaram-no para ter uma audiência com ele. Fabian disse-lhes o quê ele estava fazendo, mas ressaltou cuidadosamente a necessidade de manter o segredo.
Se o plano deles fosse exposto, o esquema falharia, assim todos concordaram em formar a sua própria aliança secreta.

(n. silvio: Faz-me lembrar os Bilderberg).


Cada um voltou à sua cidade e começou a trabalhar como Fabian lhes tinha ensinado.
As pessoas agora aceitavam os recibos como se fossem tão bons quanto o ouro e muitos recibos foram depositados para mantê-los em segurança da mesma maneira que as moedas. Quando um mercador desejava comprar mercadorias de um outro, ele simplesmente redigia uma nota curta dirigida a Fabian na qual o autorizava a transferir o dinheiro da sua conta para a do segundo mercador.
Fabian gastava apenas alguns minutos para ajustar os números no livro.
Esse novo sistema tornou-se muito popular e as notas com a instrução de transferência foram chamadas de "cheques".


Mais tarde, numa noite, os ourives tiveram uma outra reunião secreta e Fabian revelou-lhes um novo plano.
No dia seguinte, eles convocaram uma reunião com todos os governadores e Fabian começou: "Os recibos que nós emitimos tornaram-se muito populares. Sem dúvida, a maioria de vocês, os governadores, estão-os usando e acham que são muito convenientes". Os governadores concordaram, embora se perguntassem qual era o problema.
"Bem", continuou Fabian, "alguns recibos estão sendo copiados por falsificadores. Esta prática deve parar"


Os governadores alarmaram-se: "O quê podemos fazer?" perguntaram. Fabian respondeu, "A minha proposta é: primeiro de tudo, vamos fazer com que seja o trabalho do governo a impressão de novas notas num papel especial com desenhos muito intricados. Cada nota será assinada pelo principal governador. Nós ourives ficaremos felizes de pagar os custos da impressão, por que vai poupar-nos o tempo que passamos redigindo os nossos recibos".

Os governadores pensaram, "Bem, o nosso trabalho é proteger as pessoas contra falsificadores e este vosso conselho parece certamente uma boa idéia". Concordaram então em imprimir as notas.

"Em segundo lugar," disse Fabian, "algumas pessoas têm feito escavações e estão fazendo as suas próprias moedas de ouro. Sugiro que vocês aprovem uma lei, para que qualquer pessoa que encontre pepitas de ouro, deva entregá-las.
É claro que essas pessoas vão ser pagas com notas e moedas".

A idéia parecia boa, e sem pensar muito nisso, imprimiram uma grande quantidade de notas novas. Cada nota tinha um valor impresso nela de $1, $2, $5, $10 etc. Os pequenos custos de impressão foram pagos pelos ourives.
As notas eram muito mais fáceis de transportar e rapidamente foram aceitas pelas pessoas. Apesar da sua popularidade, essas notas e moedas eram usadas somente em 10% das transações. Os registros mostraram que o sistema de cheques era utilizado em 90% de todos os negócios.
A etapa seguinte do plano dele começou. Até agora, as pessoas estavam pagando a Fabian para guardar o dinheiro delas. Para atrair mais dinheiro ao seu cofre, Fabian ofereceu pagar aos depositantes 3% de juros sobre os seus depósitos.

A maioria das pessoas acreditava que ele estava re-emprestando o dinheiro delas a quem pedisse um empréstimo, com 5% de juros, e que seu ganho era a diferença de 2%. Aliás, as pessoas não lhe perguntaram muito, porque obter 3% era muito melhor do que pagar para depositar o dinheiro num lugar seguro.
A quantidade das poupanças cresceu e com o dinheiro adicional nos cofres, Fabian podia emprestar $200, $300, $400 e as vezes até $900 para cada $100 em notas e moedas que ele mantinha em depósito. Ele teve que ter cuidado para não ultrapassar esta relação de 9 a 1, uma vez que uma pessoa de cada dez queria retirar as suas notas e moedas para utilizá-las.



Se não houvesse dinheiro suficiente quando requerido, as pessoas ficariam desconfiadas já que os livros de depósito mostravam o quanto elas tinham depositado. Ainda assim, sobre os $900 que os livros contábeis demonstravam que Fabian tinha emprestado redigindo cheques, ele podia cobrar até $45 de juros, ou seja, 5% de 900. Quando o empréstimo mais os juros eram devolvidos ($945), os $900 eram cancelados no livro de débitos e Fabian ficava com os $45 de juros. Portanto, ele estava mais que contente de pagar $3 de juros sobre os $100 depositados originalmente, os quais nunca tinham saído do seu cofre. Isto significava que, para cada $100 que mantinha em depósito, era possível obter um lucro de 42%, enquanto a maioria das pessoas pensava que ele só ganhava 2%. Os outros ourives estavam fazendo a mesma coisa. Criavam dinheiro do nada, apenas com as suas assinaturas num cheque, e ainda por cima cobravam juros sobre ele.


É verdade que eles não estavam fabricando dinheiro, o governo imprimia as notas e entregava-as aos ourives para serem distribuídas. O único gasto de Fabian era o pequeno custo de impressão. No entanto, eles estavam criando dinheiro de crédito que vinha do nada e sobre o qual faziam incidir juros. A maioria das pessoas acreditava que a provisão de dinheiro era uma operação do governo. Acreditavam também que Fabian lhes estava emprestando o dinheiro que alguém mais tinha depositado, mas era estranho que nenhum depósito decrescia quando Fabian emprestava dinheiro. Se todos tivessem tentado retirar os seus depósitos ao mesmo tempo, a fraude teria sido descoberta.


(Nota, silvio: Por exemplo quando a Venezuela teve a grande crise financeira, milhares de desempregados, os Bancos não permitiram aos cidadãos levantarem todas as suas economias, pois os Bancos ficariam sem nada, eles não possuíam esse dinheiro todo para devolver. Ficariam na “banca rôta” ).


-Não havia problemas quando alguém pedia um empréstimo em moedas ou notas. Fabian simplesmente explicava ao governo que o aumento da população e da produção requeria mais notas, e ele obtinha-as por pequeno custo de impressão.

Um dia, um homem muito pensativo foi ver Fabian. "Esta cobrança de juros está errada", disse ele. "Para cada $100 que você empresta, você está pedindo $105 em retorno.
Os $5 extras não podem ser pagos nunca, já que não existem."


Os fazendeiros produzem comida, os industriais produzem bens e assim fazem todos os demais, mas somente você produz dinheiro. Suponha que existam somente dois empresários em todo o país, e que nós empregamos o resto da população. Pedimos-lhe emprestado $100 cada um, pagamos $90 em salários e gastos e ficamos com $10 de lucro (nosso salário). Isso significa que o poder aquisitivo total de toda a população é $90 + $10 multiplicado por dois, isto é $200. Mas, para lhe pagar, nós devemos vender toda a nossa produção por $210. Se um de nós tiver sucesso e vender toda a produção por $105, o outro homem só pode esperar obter $95. Além disso, parte dos seus bens não pode ser vendida, já que não restaria mais dinheiro para comprá-los.
Tendo obtido só $95, o segundo empresário ainda deveria a você $10 e só poderia pagar-lhe pedindo mais emprestado. Este sistema é impossível".
O homem continuou, "Certamente você deveria emitir $105, ou seja 100 para mim e 5 para os seus próprios gastos. Assim, haveria $105 em circulação e a dívida poderia ser paga".


Fabian escutou em silêncio e finalmente disse: "A economia financeira é um assunto muito profundo meu amigo, requer anos de estudo. Deixe que eu me preocupo com estes assuntos e você preocupa-se com os seus. Você deve tornar-se mais eficiente, aumente a sua produção, reduza seus gastos e torne-se um melhor empresário. Sempre vou estar disposto a ajudá-lo nesses assuntos".

( Nota, Sílvio: Isto é assustador, pois é o que os governantes dizem á nação quando o País tem crise económica. Vejam este ano, 2004, Portugal com milhares de desempregados e crise, o que nos diz o 1ºministro? Que o povo tem que produzir mais, aumentar produtividade! E isso é incrível, visto que somos o País Europeu em que trabalhamos mais horas e recebemos o salário mais baixo da Europa! Não é ridículo??? Centenas de empresas abrem falsa falência e despedem centenas de empregados, como é que esses coitados contribuem para a produtividade do país? É ridículo como os governos roubam e enganam, e ainda atiram as culpas para cima do povo dizendo que o povo tem que produzir mais!)



Continuando a matéria:
O homem se foi sem se dar por convencido. Havia alguma coisa errada com as operações de Fabian e ele sentiu que as suas perguntas tinham sido evitadas.
No entanto, a maioria das pessoas respeitava a palavra de Fabian -"Ele é o perito, os demais devem estar errados. Olhem só como é que o país se desenvolveu. É melhor nós deixarmos que ele tome conta destas coisas".

Para pagar os juros sobre os empréstimos que haviam pedido, os mercadores tiveram que elevar os seus preços.
Os assalariados queixaram-se de que os salários eram muito baixos. Os empresários negaram-se a pagar maiores salários, dizendo que quebrariam.
Os fazendeiros não podiam obter preços justos pela sua produção. As donas de casa queixavam-se de que os alimentos estavam muito caros.

( Nota, Sílvio: Isto é a inflacção, aumento do custo de vida, que sofremos hoje em dia).

Finalmente, algumas pessoas declararam " greve", algo do qual nunca se tinha ouvido falar antes. Outros haviam sido afectados pela pobreza, e os seus amigos e parentes não tinham dinheiro para ajudá-los. A maioria tinha esquecido a verdadeira riqueza ao seu redor: as terras férteis, os grandes bosques, os minerais e o gado.
Só podiam pensar no dinheiro, que sempre parecia faltar. Mas nunca questionaram o sistema. Eles acreditavam que o governo o estava controlando.


Alguns poucos tinham junto o seu dinheiro em excesso e formaram companhias de empréstimos ou "companhias financeiras". Podiam obter 6% ou mais, desta maneira, o que era melhor do que os 3% que Fabian pagava, mas só podiam emprestar o dinheiro que possuíam - Não tinham o estranho poder de criar dinheiro do nada simplesmente registrando números num livro.
Estas companhias financeiras de alguma maneira preocupavam Fabian e os seus amigos, então eles logo formaram as suas próprias companhias. Na maioria dos casos, compraram as outras companhias antes que começassem as suas operações. Em pouco tempo, todas as companhias financeiras ou pertenciam a eles ou estavam sobre o controle deles.

A situação económica piorou. Os assalariados tinham certeza de que os patrões estavam tendo muito lucro. Os patrões diziam que os trabalhadores eram muito preguiçosos e não estavam cumprindo honestamente o seu dia de trabalho e todos culpavam a todos.
Os governantes não podiam achar uma resposta, e além disso, o problema imediato parecia ser combater a crescente pobreza.

O Governo empreendeu então esquemas de previdência e fizeram leis forçando as pessoas a contribuírem com eles. Isto fez com que muitas pessoas ficassem irritadas - Elas acreditavam na velha idéia de ajudar o vizinho voluntariamente.

"Estas leis não são mais do que um roubo legalizado. Tirar uma coisa de uma pessoa contra a sua vontade, independente do propósito para o qual vai ser usado, não é diferente de roubar."

Mas cada homem sentia-se indefenso e temia a ameaça de ir para a cadeia se falhasse em pagar. No início, estes esquemas de previdência deram algum alívio, mas com o tempo o problema da pobreza agravou-se novamente e então era preciso mais dinheiro para a previdência. O custo destes esquemas elevou-se mais e mais e o tamanho do governo aumentou.

BANCOS inventam dinheiro a partir do NADA- part. 2

continuação)...

A maioria dos governantes eram homens sinceros tentando fazer o melhor possível. Eles não gostavam de pedir mais dinheiro ao seu povo e finalmente, não tiveram outra opção a não ser pedir dinheiro emprestado a Fabian e os seus amigos. Eles não tinham idéia de como fariam para pagar esse empréstimo. A situação piorou, os pais já não podiam pagar professores para os seus filhos. Não podiam pagar médicos e as empresas de transporte estavam falindo.
O governo foi forçado a assumir o controle desses serviços um por um.
Professores, médicos e muitos outros tornaram-se servidores públicos.

Poucas pessoas estavam satisfeitas com os seus empregos. Recebiam um salário razoável mas perderam sua identidade. Converteram-se em pequenas engrenagens de uma maquinaria gigante.
Não havia espaço para a iniciativa pessoal, muito pouco reconhecimento para o esforço, a sua renda era fixa e somente se podia ascender quando um superior se aposentava ou morria.

Desesperados, os governantes decidiram pedir o conselho de Fabian. Consideravam-no muito sábio e parecia saber como resolver assuntos de dinheiro. Fabian escutou-os a explicarem todos os seus problemas, e finalmente respondeu, "Muitas pessoas não podem resolver os seus próprios problemas - eles precisam de alguém que o faça por eles.
Com certeza, vocês vão concordar que a maioria das pessoas tem direito a ser feliz e a ter o básico para viver. Um dos nossos grandes ditados populares é "Todos os homens são iguais" - Não é verdade?

Bem, a única maneira de equilibrar as coisas é tomar o excesso de riqueza dos ricos e dá-lo aos pobres. Organizem um sistema de impostos. Quanto mais um homem tem, mais deve pagar. Arrecadem os impostos de cada pessoa segundo a sua capacidade e dêem a cada um segundo a sua necessidade. As escolas e os hospitais devem ser gratuitos para aqueles que não puderem pagá-los."

Ele deu-lhes uma longa palestra sobre grandes ideais e concluiu dizendo: "Ah, a propósito, não se esqueçam de que me devem dinheiro. Estiveram pedindo emprestado por muito tempo. O mínimo que posso fazer para ajudar, é que vocês só me paguem os juros. Nós deixaremos o capital como dívida, apenas paguem os juros".

Saíram, e sem pensar muito sobre as filosofias de Fabian, introduziram o imposto gradativo sobre a renda: quanto mais você ganha, mais alta é a sua dívida fiscal. Ninguém gostou disso, mas ou pagavam os impostos ou iam para a cadeia.

Os novos impostos forçaram os comerciantes novamente a subirem os seus preços. Os assalariados exigiram salários mais altos o que causou que muitas empresas falissem, ou que substituíssem homens por maquinaria. Isso resultou em mais desemprego e forçou o governo a introduzir mais esquemas de previdência e mais seguros de desemprego.


Foram introduzidas tarifas e outros mecanismos de protecção para resguardar algumas indústrias,
de maneira que mantivessem as suas ofertas de emprego.
Algumas pessoas perguntaram-se se o propósito da produção era produzir mercadorias ou simplesmente proporcionar empregos.

No entanto, as coisas ficavam cada vez piores.
Tentaram o controle de salário, o controle dos preços, e toda classe de controlos.
O governo tentou conseguir mais dinheiro com impostos sobre as vendas, os salários, etc.


Alguém observou que no caminho desde a colheita do trigo até a mesa nos lares, havia cerca de 50 impostos sobre o pão!


( Nota, Sílvio: Tenho que comentar algo, este ano 2004, O Pão aumentou 20% de preço em Portugal, o ministro da Economia ainda disse subtilmente que era ilegal, visto que o preço da farinha era o mesmo etc, resultado: Até agora nada mudou! A tendência é para aumentar, visto que como o petróleo sobre de preço os transportes ficam mais caros, quem transporta pão irá aumentar preços desse produto. Hoje uma pequena carcaça , pãozinho, custa em média 12 centimos, antes eram 6 centimos. A tendência será para aumentar, o pão de facto deveria ser um bem essencial acessível a todos.)

Muitos "peritos" apresentaram-se e alguns deles foram escolhidos para governar, mas depois de cada reunião anual voltavam sem ter alcançado quase nada, excepto pela notícia de que os impostos deviam ser "reestruturados", mas a quantidade total de impostos aumentava sempre.

Fabian começou a exigir os seus pagamentos de juros, e uma porção cada vez maior do dinheiro dos impostos era necessária para pagá-lo.
Então veio a política partidária - As pessoas discutiam sobre que grupo de governadores poderia solucionar da melhor forma os seus problemas.
Discutiram sobre as personalidades, idealismo, os slogans... Sobre tudo excepto o problema real. Os Conselhos estavam com problemas.

Numa cidade os juros da dívida excederam a quantidade de impostos que foram arrecadados num ano. Em todo o país os juros que não foram pagos continuaram aumentando –
Foram cobrados juros sobre juros não-pagos.


Gradualmente, muita da riqueza real do país foi comprada ou controlada por Fabian e os seus amigos e com isso veio um maior controlo sobre as pessoas. No entanto, o controle ainda não estava completo. Eles sabiam que a situação não estaria segura até que cada pessoa fosse controlada.

A maioria das pessoas que se opunha ao sistema era silenciada por pressão financeira, ou sofria o ridículo público. Para atingir isto, Fabian e os seus amigos compraram a maioria dos jornais, televisão e estações de rádio. E escolheram cuidadosamente as pessoas que iam operá-las. Muitas destas pessoas tinham um desejo sincero de melhorar o mundo, mas nunca se deram conta de como eram usadas. As suas soluções lidavam sempre com os efeitos do problema, nunca com a causa.

Havia vários jornais diferentes - Um para a ala direita, um para a ala esquerda, um para os trabalhadores, um para os patrões, e assim por diante. Não importava muito em qual você acreditasse desde que você não pensasse no problema real.
O plano de Fabian estava quase no final - O país inteiro devia-lhe dinheiro. Através da educação e dos média , ele tinha o controle da mente das pessoas. Podiam pensar e crer apenas no que ele queria que pensassem.

Uma vez que um homem tem muito mais dinheiro do que ele pode gastar para os seus prazeres, que desafio resta para excitá-lo? Para aqueles que têm uma mentalidade dominante, a resposta é o poder –
Poder puro e completo sobre outros seres humanos. Colocaram idealistas nos meios de comunicação e no governo, mas os controladores reais que Fabian procurava eram os que tinham mentalidade de classe dominante.

A maioria dos ourives seguira este caminho. Conheciam a sensação de grande abundância mas já não os satisfazia. Precisavam de desafios e emoção e o poder sobre as massas converteu-se num grande jogo.
Acreditaram que eram superiores a todos os demais. "É o nosso direito e nosso dever governar. As massas não sabem o que é bom para elas. Precisam ser dirigidos e organizados. Governar é o nosso direito de nascimento".


Por todo o país Fabian e os amigos possuíam muitas companhias de empréstimos.
Na verdade, eram de propriedade privada e de diferentes donos. Na teoria competiam umas com outras mas na verdade trabalhavam juntas. Despois de convencer alguns dos governadores, instalaram uma instituição que chamaram de Reserva Central de Dinheiro. Nem sequer usaram o seu próprio dinheiro para fazer isto -Criaram crédito contra uma parte dos depósitos das pessoas.
Esta instituição tinha a aparência de regular a fonte do dinheiro e ser uma instituição pertencente ao governo, mas estranhamente não se permitiu a nenhum governador ou servidor público ingressar à Junta Directiva.

O governo deixou de pedir emprestado directamente a Fabian, mas começou a usar um sistema de Bónus contra a Reserva Central de Dinheiro. A garantia oferecida era a renda estimada dos impostos do ano seguinte. Isto ajustava-se com o plano de Fabian –Afastar as suspeitas da sua pessoa e desviar a atenção para uma aparente instituição do governo. Por baixo do pano, ele ainda tinha o controle.

Indirectamente, Fabian tinha tal controle sobre o governo que este era obrigado a seguir as suas instruções. Fabian costumava gabar-se: "Deixem-me controlar o dinheiro de uma nação e não me importo com quem faz as suas leis".
Não interessava muito que partido era eleito para governar. Fabian tinha o controle do dinheiro, o sangue vital da nação.

O governo obtinha o dinheiro, mas o juros foram se acrescentado sempre em cada empréstimo. Cada vez mais se gastava dinheiro em esquemas de previdência e em seguros de desemprego, e não muito tempo depois, o governo viu-se com dificuldades até para pagar os juros, sem falar do capital.

No entanto, havia mais pessoas que se perguntaram: "O dinheiro é um sistema feito pelo homem. Com certeza pode-se ajustar o sistema para pô-lo a serviço das pessoas, e não que as pessoas estejam a serviço do dinheiro". Mas cada vez havia menos pessoas que faziam essa pergunta e as suas vozes perderam-se na louca procura do dinheiro inexistente para pagar os juros.
Os governos mudaram, os partidos políticos mudaram, mas as políticas de base continuavam. Sem importar que governo estava no "poder", o objetivo final de Fabian aproximava-se mais e mais cada ano. As políticas das pessoas não significavam nada.
As pessoas pagavam com esforço os impostos, não podiam pagar mais. Amadurecia o momento para o movimento final de Fabian.

Dez por cento do dinheiro ainda estava sob a forma de notas e moedas. Isto tinha de ser eliminado de tal maneira que não despertasse suspeitas. Enquanto, as pessoas utilizassem dinheiro de contado, seriam livres de comprar e vender como quisessem -as pessoas ainda tinham algum controle sobre as suas próprias vidas.

Mas não era sempre seguro carregar notas e moedas. Os cheques não eram aceites fora da comunidade local, e portanto, procurou-se um sistema mais conveniente. Fabian tinha a resposta outra vez. A sua organização deu um pequeno cartão plástico a cada um onde se via o nome da pessoa, a foto e um número de identificação.
(Cartões de crédito)

Em qualquer lugar onde esse cartão fosse apresentado, o comerciante telefonaria para o computador central para controlar o crédito. Se tinha crédito, a pessoa poderia comprar o que desejasse; até certa quantidade.

No início, permitira-se que as pessoas gastassem uma quantidade pequena em crédito, e se ele era pago dentro do mesmo mês, não incidia juro nenhum. Isto estava bem para os assalariados, mas o quê aconteceria com os empresários? Eles tinham que instalar máquinas, fabricar as mercadorias, pagar os salários etc. e vender todas suas mercadorias e logo depois pagar o crédito. Se excediam a um mês, eram taxados em 1,5% por cada mês que a dívida era acumulada. Isto chegava a 18% ao ano.

Os empresários não tinham nenhuma opção aliás de acrescentar 18% sobre o preço de venda. Mas todo esse dinheiro ou crédito adicional (18%) não tinha sido emprestado a ninguém. Em todo o pais os empresários tinham a impossível tarefa de pagar $118 por cada $100 que pediram emprestados - Mas os $18 adicionais nunca tinham sido criados no sistema. Não existiam.

( Nota: Sílvio: Estes valores são apenas ilustrativos para compreendermos como se processam as coisas.)

Fabian e amigos elevaram ainda mais a sua posição social. Eram considerados pilares de respeitabilidade. As suas declarações em finanças e economia eram aceites com convicção.
Sob a carga de impostos cada vez maiores, muitas pequenas empresas faliram.



Licenças especiais eram necessárias para várias operações, de maneira tal que para as empresas restantes fosse muito difícil participar. Fabian possuía e controlava todas as grandes companhias que tinham centenas de subsidiárias. Estes pareciam competir entre si, no entanto Fabian controlava todas.
Eventualmente, todos os outros competidores foram forçados a fechar as suas portas.
Os encanadores, os carpinteiros, os electricistas e a maioria das indústrias pequenas sofreram igual destino -Foram tragados pelas companhias gigantes de Fabian que tinham protecção do governo.

Fabian queria que os cartões plásticos substituíssem as notas e as moedas. O Seu plano era que quando todas as notas fossem retiradas, somente os negócios que utilizassem o sistema de cartões ligados ao computador central poderiam funcionar.
Ele planeou que se alguém eventualmente perdesse o cartão, estaria impossibilitado de comprar ou vender qualquer coisa até que se demonstrasse a sua identidade.
Ele queria impôr uma lei, que lhe desse um controle total –
Uma lei que obrigasse todas as pessoas a ter o seu número de identificação tatuado na mão. O número seria visível somente sob uma luz especial, ligada a um computador. Cada um desses computadores estaria conectado ao computador central gigante e assim Fabian poderia saber tudo sobre todos.

( Nota, Sílvio: Isto é semelhante ao plano dos implantes, dentro de pouco tempo cidadãos europeus passam a ter identidade digital, implante da “verichip” na mão direita! ). Ver mais em Implantes .

A propósito, a terminologia usada no mundo financeiro para este sistema é "Reservas bancárias" (Fractional Reserve Banking). (: É um sistema onde os bancos privados e o banco central têm o monopólio do poder para gerar moeda corrente. O valor total dos depósitos num banco, e portanto a quantia total de moeda que pode ser gerada por um banco, está limitado por um múltiplo das suas reservas. O banco central supervisiona os bancos privados para garantir que as reservas serão mantidas no nível requerido ou por cima dele.


A história que você acaba de ler, evidentemente, é ficção.
Mas, se você achar que é preocupantemente real e quer saber quem é Fabian na vida real, um bom começo seria um estudo das actividades dos ourives ingleses nos séculos XVI e XVII.

Por exemplo, o Banco da Inglaterra começou em 1694. O rei Guilherme de Orange estava em dificuldades financeiras como resultado de uma guerra com a França. Os ourives "emprestaram-lhe" 1,2 milhões de libras (uma quantidade impressionante naqueles dias) sob determinadas condições:

Os juros seriam 8%. Lembre-se que a Carta Magna indicava que cobrar juros era crime passível de morte. O Rei devia conceder aos ourives uma carta para o Banco que lhes dava o direito de emitir crédito.
Antes disso, a suas operações de emitir recibos por mais dinheiro do que tinham depositado eram totalmente ilegais. A carta do rei tornou-as legais.
Em 1694 William Patterson obteve a carta para o Banco da Inglaterra.
© Larry Hannigan, Australia



Citações:

Enciclopédia Britannica, 14 ed. -
"Os Bancos criam crédito. É um erro pensar que o crédito dos bancos é criado em parte pelos depósitos de dinheiro dentro dos Bancos. Um empréstimo realizado por um banco é uma adição clara à quantidade de dinheiro na comunidade".


Lord Acton, Lord chefe de Justiça da Inglaterra, 1875 -
"A batalha que se vem infiltrando sob os séculos e terá de ser lutada mais cedo ou mais tarde é as Pessoas vs. Os Bancos".


Mister Reginald McKenna, presidente do Banco de Midland em Londres -
"Estou assustado, já que os cidadãos comuns não vão gostar de saber que os bancos podem gerar e destruir dinheiro à vontade. E que os bancos controlam o crédito da nação, controlam a política dos governos e têm nas suas mãos o destino das pessoas".


Sr. Phillip A. Benson, presidente da Associação dos Banqueiros Americanos, em 8 de junho de 1939 -
"Não há maneira mais directa de se obter o controle de uma nação do que através do seu sistema de crédito (dinheiro) ".



Revista do banqueiro dos EUA, de 25 de agosto de 1924 -
"O capital deve proteger-se a si mesmo de todas as maneiras possíveis, por combinação e legislação. As dívidas, os bónus e hipotecas devem ser cobrados o mais rápido possível. Quando pelos processos da lei, as pessoas perderem os seus lares, elas tornar-se-ão mais dóceis e governar-se-à mais facilmente sob a influência do braço forte do governo, aplicado por uma potência monetária central sob o controle dos principais financistas.
Esta verdade é bem conhecida entre os nossos principais homens agora empenhados em formar um império financeiro para governar o mundo.
Dividindo os votantes através do sistema político partidário, podemos fazer com que percam a sua energia na luta por questões sem importância real. Assim, por meio de acções discretas podemos assegurar para nós o que tem sido tão bem planeado e executado com tanto sucesso".



De "Entregue O Nosso Botim" (Hand Over Our Loot), No. 2, por Len Clampett:
"Há quatro coisas que devem estar disponíveis para que o trabalho pago se realize:

O trabalho a fazer.
Os materiais para fazer o trabalho.
A mão-de-obra para fazer o trabalho.
O dinheiro para pagar o trabalho que vai ser feito.

Se quaisquer dessas quatro coisas faltar, nenhum trabalho pago pode realizar-se.
É um sistema naturalmente auto-regulador. Se há trabalho para fazer, o material está disponível e as pessoas estão dispostas a fazê-lo, tudo o que nós temos de fazer é criar o dinheiro. Absolutamente simples".



"Pergunte-se por que se sucederam as depressões económicas. A única coisa que faltava na comunidade era o papel-moeda para comprar mercadorias e serviços. A mão-de-obra está disponível. O trabalho para realizar ainda estava lá. Os materiais não haviam desaparecido e as mercadorias estavam facilmente disponíveis nos comércios ou podiam ser produzidas em troca de dinheiro".


Excerto de uma carta escrita por Rothschild Brothers de Londres a uma firma de banqueiros de Nova York em 25 de junho de 1863:
"As poucas pessoas que podem entender o sistema (dinheiro em cheques e créditos) vão estar tão interessados nos seus benefícios ou vão ser tão dependentes dele, que não farão a menor oposição. Por outro lado, a maioria das pessoas mentalmente incapaz de compreender a enorme vantagem que o capital extrai do sistema, carregará a sua carga sem se queixar e talvez sem suspeitar que o sistema é hostil (inimigo) aos seus interesses".



De "Entregue O Nosso Botim", No. 2
Nos Estados Unidos, a emissão de dinheiro é controlada pela Junta da Reserva Federal. Este não é um departamento do governo, mas uma Junta de Banqueiros Privados.
A maioria de nós acreditaria que a reserva federal é uma instituição federal do governo nacional... Isto não é verdade... em 1913, o presidente Woodrow Wilson assinou o documento que criou a reserva federal, e condenou o povo norte-americano à escravidão por dívidas até que chegue o momento em que o povo acorde de sua letargia e derrube esta tirania viciosa"...



"Para entendermos como funciona a emissão do dinheiro numa comunidade, podemos exemplificar comparando o dinheiro na economia com as passagens em um sistema ferroviário. Os bilhetes são impressos por uma gráfica que é paga pelo seu trabalho.
A gráfica nunca reivindica a propriedade dos bilhetes... E não podemos imaginar que uma companhia ferroviária se negue a garantir a viagem a nenhum passageiro só porque não foram impressos a quantidade suficiente de bilhetes. Com o mesmo raciocínio, um governo nunca deveria negar às pessoas o acesso ao comércio normal, excluindo-as da economia, dizendo "que não tem dinheiro suficiente".

Suponha que o governo peça emprestados $10 milhões aos bancos. Aos banqueiros custa somente algumas centenas de dólares imprimir os fundos e uns poucos mais para fazer a contabilidade. Você acha justo que nossos cidadãos devam lutar para conseguir cada centavo para manter os seus lares e famílias juntas, enquanto os banqueiros engordam com estes benefícios?!

O crédito gerado por um Banco do Governo é melhor do que o crédito criado pelos Bancos Privados, porque não há necessidade de recuperar o dinheiro através do arrecadamento de impostos às pessoas e não há nenhum juro associado que aumente os custos. As obras públicas feitas com o crédito do Banco do Governo é o activo que substitui o dinheiro criado quando o trabalho finaliza.
Nenhum dos nossos problemas vai desaparecer até que nós corrijamos a criação, distribuição e circulação do dinheiro.
Uma vez que se solucione o problema do dinheiro, todas as peças vão encaixar no seu lugar.

Cada um de nós pode ajudar a mudar o curso desta história:
A primeira coisa a fazer é ensinar às pessoas. MUITO POUCAS sabem disto ou entendem esta informação ainda. Por favor, espalhe esta informação dentro e fora da Internet.
Investigue este tema por conta própria para aumentar a sua compreensão.



Fonte: Stephanie Relfe, Wholistic Kinesiologist

Tradução
Sílvia caeiro
O texto retirei do site www.umanovaera.com do amigo Jackson Macedo com conssentimento do próprio.
Depois adaptei para Português Europeu, por exemplo algumas palavras como “fato” e “facto” são totalmente diferentes, ou “.Adicionei ainda comentários meus sobre situações actuais, e coloquei outras fotos para ilustrar o texto.

Os bancos e a arte de fabricar dinheiro José Luís Gonzales del Moral

Quase todo mundo tem contas correntes e de poupança e quase todo mundo paga juros, deposita, faz transferências... Mas praticamente ninguém, nem mesmo a maior parte dos empregados e diretores dos bancos, está a par dos mecanismos que movem as engrenagens do sistema bancário. O natural seria que, ao abrir uma conta, cada um fosse devidamente informado a respeito do assunto. É claro que isso não acontece, mas, em todo caso, nada nos impede de imaginar como seria...

Cliente: Para que existem os bancos?

Banqueiro: Bem... para ganhar dinheiro, naturalmente.

C: Para que os clientes ganhem, claro.

B: Não, para que os bancos ganhem.

C: E por que a publicidade bancária não menciona esse fato?

B: Não seria de bom gosto, mas isso está subentendido quando se faz
referência a reservas e coisas do tipo. Esse é o dinheiro que se ganha.

C: Evidentemente, ganha-se esse dinheiro dos clientes...

B: Presumo que sim.

C: Bom, e quando se fala em ativos, alude-se também a dinheiro que o banco ganhou?

B: Não exatamente. Esse é o dinheiro que se usa para ganhar dinheiro.

C: Ah, tá! Suponho então que o guardem numa caixa-forte...

B: De modo nenhum. Nós o emprestamos a nossos clientes.

C: Então os senhores não o têm?

B: Não.

C: Então, como podem chamá-lo ativo?

B: Porque ele realmente seria assim se pudéssemos recuperá-lo.

C: Mas... certamente têm algum dinheiro guardado em algum lugar!

B: Claro que sim. Normalmente temos uma quantidade igual ao ativo, a que chamamos de passivo.

C: Mas, se o têm... como podem chamá-lo de passivo?

B: Porque não é nosso.

C: Então, por que o têm?

B: Porque os clientes nos emprestaram.

C: Mas, como? Quer dizer que são os clientes que emprestam dinheiro aos bancos?

B: Exato. Depositam dinheiro em nossas contas... e realmente o emprestam ao banco.

C: E que fazem os bancos com o dinheiro?

B: Emprestam-no de novo aos clientes.

C: Não disse o senhor que o dinheiro que vocês emprestam corresponde aos seus ativos?

B: Sim.

C: Mas então quer dizer que o passivo que vocês recebem dos clientes e o ativo que vocês emprestam... são a mesma coisa!

B: Nossa! Eu não seria tão categórico!

C: Eu deposito R$1.000 em minha conta e o banco me deve esse dinheiro (que é o passivo), mas eis que o emprestam a outra pessoa (o ativo) e ele... tem que devolvê-lo. Mas... não são os mesmos R$1.000?

B: Com certeza!

C: Então, se ambas as operações se anulam... os bancos NÃO TÊM NENHUM DINHEIRO!

B: Isso é só em teoria...

C: Esqueça a teoria. Se não têm dinheiro... de onde tiram suas reservas?

B: Já lhe disse... é simplesmente dinheiro que ganhamos...

C: Como?

B: Se o senhor nos traz R$1.000, só utilizará, em princípio, dez por cento dessa quantia. Os pagamentos grandes são feitos com talão. Nós guardamos R$100 para quando o senhor precisar de dinheiro propriamente dito.

C: E o resto?

B: Bem, a partir de cada um daqueles R$100 restantes lucramos R$1.000.

C: Vocês lucram R$9.000 com base nos meus R$1.000 iniciais?

B: Claro, pois da mesma forma que o senhor só utiliza R$100 dos R$1.000, com os outros acontece o mesmo.

C: E cobram juros?

B: Claro, ao redor de 19% a 20%, que seria o lucro.

C: Mas são 20% sobre R$9.000 a partir de R$1.000!

B: Algo assim.

C: E por que não é meu esse lucro? Afinal, não se trata do meu dinheiro?

B: É a aplicação das teorias bancárias...

C: Mas tenho que cobrar-lhes juros, pois se trata do meu dinheiro!

B: Isso o senhor já faz. Dependerá do tipo de conta, desde 0.5% até 6%
ou 8% para depósitos a prazo, dependendo da taxa.

C: Mas que negócio estou fazendo!

B: Claro que esse juro o senhor recebe no caso de não retirar seu dinheiro.

C: Mas é claro que vou retirá-lo! Se pensasse nunca mais sacá-lo... eu o teria enterrado no jardim!

B: Não vamos gostar se o sacar de novo...

C: Por que não? Se o mantenho no banco, o senhor me disse que é passivo (dinheiro que vocês devem)... Penso eu que os senhores ficarão contentes por ver que reduzo suas dívidas.

B: Não! Isso não nos interessa.... Se o senhor o retirar não poderemos emprestá-lo a ninguém!

C: Mas se quero sacá-lo, terão que dá-lo a mim!

B: Certamente.

C: Então... suponha que já emprestaram meu dinheiro a outro cliente.

B: Nesse caso lhe daremos o dinheiro de outra pessoa.

C: Mas... e se essa pessoa também o quiser?

B: O senhor está sendo propositadamente obtuso!

C: Pois eu acho que estou sendo é agudo. O que aconteceria se todo mundo quisesse seu dinheiro ao mesmo tempo?

B: A teoria bancária diz que isso não acontecerá NUNCA.

C: Quer dizer que os bancos têm por princípio NÃO SE VEREM OBRIGADOS A CUMPRIR COM SEUS COMPROMISSOS.

B: Eu não exporia a questão nesses termos...

C: Claro. Enfim, acho que já falamos bastante.

B: Bem, prezado cliente, agora o senhor não tem mais que depositar uma quantia para abrir sua conta.

C: Ah, sim, agradeço. Mas, pensando bem, se vou abrir uma conta... não seria melhor negócio que eu abrisse um banco?


Fonte:
http://www.samamultimidia.com.br/port/catalogo/art04-bancos .html

Maçonaria

A origem da maçonaria remonta à Idade Média.
Nos tempos modernos é reconhecida a fundação da Grande Loja de Londres, na Inglaterra, em 24 de junho de 1717. Ela agrupa cerca de onze milhões de membros em todo o mundo e funciona como guardiã da ortodoxia maçónica.
Outra loja reconhecida internacionalmente é o Grande Oriente da França. Ele mantém-se fiel à constituição de Anderson, firmada em 1723, com influência iluminista ( illuminatis).

A maçonaria em Portugal terá chegado talvez em 1727, comerciantes britânicos em Lisboa teriam fundado uma loja “ Hereges mercadores”, filiando-se em 1735 na grande loja de Londres.
Em 1733 fundou-se uma segunda loja “Casa real dos pedreiros livres da Lusitânia”.
Desde então fundaram-se muitas lojas, ocorreram centenas de factos e não irei alongar-me muito sobre isso.
Os maçons defendem-se sempre dizendo que as acusações à maçonaria devem-se à ignorância e maledicência.
Não quero ser cunhado de ignorante mas, não é simples analisar a obra pelos seus frutos? A árvore pelos frutos que dá?

A maçonaria permanece secreta porque?
Porque é que a maçonaria quis defender Carlos Silvino (bibi) no caso de pedofilia (Casa Pia) ?
Porque é que alguns arguidos tinham ligação à maçonaria? (O próprio advigado de Bibi, José Maria Martins fez alusão a isso ao correio da manha)

Porque é que a maçonaria não aceita membros mulheres, mas aceita homossexuais.
( Não estou a fazer descriminação sexual, nada tenho contra as opções sexuais de cada um, apenas digo que a ordem ao aceitar apenas homens e homosexuais evidencia que opta por algum interessse, e descrimina tambem o sexo feminino, não é? )


Tudo isso são factos que falam por si mesmos, Não preciso dizer mais nada.
Eles dizem que qualquer pessoa pode entrar na ordem, nada mais falso!
Outro pormenor suspeito, é que todos os supostos maçons que me escreviam emails defendendo a maçonaria, quando eu colocava certas questões deixaram de escrever.
Todos sem excepção, sejam cinco, seis, dez pessoas, todos deixam de escrever e esquivam-se a certas perguntas.


E todos os argumentos que os autores de sites e livros utilizam para denunciar a maçonaria, não são suportados pela ignorância, porque muitos ex-maçons saíram da ordem e denunciaram “N” situações, portanto tudo o que se diz da maçonaria é fundamentado em factos concretos e não meras suposições.



Maçonaria e suspeitas de pedofilia:
É estranho, não aceitam mulheres mas aceitam homossexuais na ordem.
É estranho que o juiz que resolvia o caso foi afastado, colocaram uma juíza no lugar dele e os arguidos principais permanecem em liberdade, os mais importantes, e ainda vão pedir indeminização ao Estado.!
A Maçonaria sempre é forte, há que reconhecer a sua influência...


O advogado de Carlos Silvino (Bibi) Dr José Maria Martins uma vez falou subtilmente do envolvimento de maçons neste processo Casa Pia, e por outra vez numa entrevista ao “Correio da Manhã” disse que alguns advogados são importantes e têm amigos, e que ele não usa avental :

“Eu não pertenço a grupos de interesse e ‘lobbies’ e nunca tive avental. “

Espero que o link ainda esteja activo :
www.correiodamanha.pt/ noticia.asp?id=68881&idselect=9&idCanal=9&p=94


o avental é uma peça de traje usada pelos maçons.


Durante a cerimónia da iniciação, o maçom deve usar um avental branco, que simboliza o trabalho.
Quando atinge o grau de mestre, o avental branco é trocado por outro colorido, geralmente vermelho ou azul.

Protocolos dos sábios de Sião... ( 3ª guerra Mundial, Nova ordem Mundial, crise económica e mais)

Verdade: Os protocolos ( 24 ) são manual de regras ditadas por um «guia» aos sionistas (judeus) para controlar as massas, por um governo secreto no mundo, iluministas e franco-maçons e por aí fora, o assunto é complexo.
Estes manuscritos são reais , existem mesmo, surgiram num congresso de associações sionistas reunidas em Bade (1897), tidos como documentos secretos até 1912 quando foram então revelados na Rússia.
Essa publicação deve-se a Sergio Nilu que em 1901 recebeu os originais de Alexis Nicolaievich Suchotin.
Mentira: Esse livro foi escrito pela policia secreta Russa, seria uma fraude.
Caro leitor voce poderá conferir as passagens que irei mencionar abaixo e verificar que tudo o que fora planeado há 200 anos
está acontecendo hoje, os Protocolos não são um documento falso.
Não são um documento racista contra os israelitas, sionistas. Assim como as críticas ao governo Bush não são críticas racistas ao
povo americano, assim como as críticas á guerra não são críticas racistas.

" Imprensa, o seu papel é o de excitar e inflamar as paixões entre o povo " ,

"Em política, é preciso saber tomar a propriedade de outrem sem hesitar, se por esse meio temos de alcançar o poder."

"Os gentios são um rebanho de carneiros e nós somos os lobos! E bem sabeis o que acontece aos carneiros quando os lobos penetram no redil! "

Leia estas e mais coisas que falam os Protocolos! É chocante , é a realidade do nosso dia a dia !.


A nova ordem sempre existiu, a 3ª guerra há muito que está planeada, a maçonaria actua secretamente nos governos, algumas pistas estão bem visíveis aos nossos olhos!
George w Bush apoiou Ariel Sharon quando este cercou o quartel de Arafat, mas depois o conflito intensificou-se e Bush já dizia a Sharon para recuar.
Recentemente o chefe de Estado Maior Israelita (Moshe Yaalon ) confessou em Beersheva que eles tinham um plano para assassinar Yasser Arafat.
Israel é inimiga do Afeganistão, Bush bombardeou o Afeganistão com o pretexto de capturar Bin Laden, certo?
Errado, pois deixaram-no escapar mesmo debaixo dos olhos, e Bush mais tarde disse que já não queria saber do Bin laden inclusivé ordenou ao Fbi que deixasse de investigar a familia dele. Agora os EUA controlam Afeganistão e pretendem construir lá um oleoduto, o negócio do ópio fica entregue ás forças da Aliança do Norte.
Israel odeia também Irão, reparem como os Estados Unidos logo após bombardear o Iraque já estão ameaçando atacar o irão?
Acho que são coincidências demais.
Israel tem diversas armas quimicas e nucleares e ninguém vai lá inspeccionar.


Vários países criticaram os EUA por ocultar informação. Os EUA mentiram relativamente ás armas
de destruição massiça no Iraque. O Pentágono admitiu dar informações falsas á mídia internacional
em nome da segurança, etc.
Mentiras e mais mentiras, mas, tudo está de acordo com o que dizem os Protocolos !



Imprensa, o seu papel é o de excitar e inflamar as paixões entre o povo [...] E o público está muito longe de poder imaginar quem é o primeiro beneficiário da imprensa. [...]
A imprensa nos será uma boa ferramenta para oferecer aos homens tantas opiniões diferentes que eles perderão qualquer visão global e se perderão no labirinto das informações. [...]
[...] Assim, eles chegarão à conclusão que o melhor é não ter opinião (política).

Acerca da manipulação de imprensa e opinião pública vejam o protocolo 7, veja como está sendo cumprido até hoje! :

"Devemos obrigar os governos cristãos a obrar de acordo com este plano, que amplamente concebemos e que já está chegando à sua meta. A opinião pública ajudar-nos-á, essa opinião pública que o 'grande poder', a imprensa, secretamente já pôs em nossas mãos. Com efeito, com poucas excepções, que não têm importância, a imprensa está toda em nossa dependência."

A 3ª guerra mundial já está planeada:
A guerra já está planeada, vejam o que disse o acessor do 1ºMinistro de Ariel Sharon, em 27/04/2002 :
«A Terceira Guerra Mundial vai acontecer, gostemos ou não... onze de setembro foi apenas o começo...»

Ainda há mais, um dos maiores illuminati Albert Pike teria escrito numa carta a Mazzini que :
« ...A terceira guerra mundial explodiria no Oriente Médio devido a inimizade entre os árabes e os israelenses e que ela terminaria com a instauração de uma ditadura mundial. »

Plano para invasão de sete Países :
Paul Richter em «Los Angeles times» diz que os Estados Unidos preparam ataques a 7 países :
China, Rússia, Iraque, Irão, Coreia do Norte, Líbia e Síria.
E é verdade.
Após bombardearem o Afeganistão dirigiram-se ao Iraque, sem motivo bombardearam o Iraque.
Ao mesmo tempo ameaçavam a Coreia do Norte, depois acusaram A Síria de apoiar o Iraque, agora ameaçam atacar o Irão caso eles avancem com o programa militar, enfim, dentro de poucos anos iremos constatar que tudo se vai compondo.
Os noticiários encarregar-se-ão de nos transmitir os factos.
A Russia mantem laços militares e economicos com varios países árabes, inimigos de Israel. Reparem que há pouco tempo os Eua acusaram Russia de fornecer material bélico ao Irão e Iraque... Mais cedo ou mais tarde os EUA vão entrar em conflito com Russia.
Líbia faz fronteira com o Egipto, e ultimamente tem desenvolvido treinos militares.

Mais protocolos:

Vícios, endividamento, instabilidade financeira , pânico...

"Dominar as pessoas pelos seus vicios , distrair a atenção das massas pelas diversões populares, jogos, competições esportivas, etc; divertir o povo para impedilo de pensar.
Destruir toda estabilidade financeira: multiplicar as crises económicas e preparar a bancarrota universal; parar as engrenagens da indústria; fazer ir por água abaixo todos os valores; concentrar todo o ouro do mundo em certas mãos; deixar capitais enormes em absoluta estagnação; em um momento dado, suspender todos os créditos e provocar o pânico."

Diga-me, não é exactamente isto que está acontecendo no seu país? No meu, no de todos?

É necessário compreender que a força da multidão é cega, insensata, sem raciocínio, indo para a direita ou para a esquerda..»

Penso que aqui se referem á confusão política, o povo vota num partido de direita ,e este governa pessimamente o país,
há crise, promessas não cumpridas, etc. O povo nos anos seguitnes tenta votar noutro partido, esquerda por exemplo, as promessas
eram outras, continua tudo na mesa. A dada altura o povo apercebe-se que votar é uma ilusão, os partidos parecem opostos
mas prosseguem os planos do partido anterior, nada muda. Ou seja as moscas são outras mas a bosta é a mesma.

Toda a crise num País é manipulada pelo Governo.
É o cenário de uma situação de crise criada e as soluções para ela apresentada, que incluem aumento na segurança e perda de liberdades. Com uma crise manipulada, o governo pode manipular o povo obtendo a solução para a "crise", direccionando a população para um caminho já previamente escolhido.

« A violência deve ser um princípio ; a astúcia e a hipocrisia, uma regra para os governos que não queiram entregar sua coroa aos agentes de uma nova força.»

« Por isso não nos devemos deter diante da corrupção, da velhacada e da traição, todas as vezes que possam servir as nossas finalidades. Em política, é preciso saber tomar a propriedade de outrem sem hesitar, se por esse meio temos de alcançar o poder.»

É precisamente o que os políticos cumprem à regra!
Vamos relacionar esse protocolo com uma profecia, repare como as profecias são também presságios acertados.
Siddarta Gautama dissera:
«Milhões de pessoas irão perder os seus tesouros, não pela mão de bandidos mas através daqueles que foram designados para cuidar delas.»

Repare, quem foi designado para cuidar do seu dinheiro? O governo, os Bancos, os bancos cobram mais juros do que
deveriam, promovem o endividamento familiar. O governo aumenta o iva, cobra imensos impostos, hoje em dia tudo tem
imposto. Quem nos tira a maior fatia do nosso salário?

Outro protocolo diz:
« armamos todos os partidos e fizemos do poder o alvo de todas as ambições. Transformamos os Estados em arenas onde reinam os distúrbios... Dentro de pouco tempo, as desordens e bancarrotas surgirão por toda a parte»

Podemos ouvir na tv, crise económica, crise europeia, desemprego, milhares de empresas prestes a falir.
Máximo histórico do preço do petróleo, irá inflacionar o preço dos transportes, dos alimentos que são transportados,
iremos sentir no orçamento familiar as despesas com o combustivel, etc.
Portugal por exemplo, tem 3000 empresas em risco de falir, os portugueses têm no geral milhões de euros de endividamento
(cerca de 9 milhões de euros), somos um dos povos com maior endividamento para com o grupo Visa.

Outro protocolo diz:
« O nosso poder reside na fome crônica, na fraqueza do operário, porque tudo isso o escraviza à nossa vontade, de modo que ele fique sem poder, força e energia de se opor a ela. A fome dá ao capital mais direitos sobre o operário do que a aristocracia recebia do poder real e legal.»

Podemos ver a fome como o desemprego, milahres de empregados ficam na miséria, o resto do país ( milhões de empregados)
temem perder os seus empregos, ficam passivos, obedientes, os patrões aproveitam-se da situação de medo, exploram os
direitos dos funcionários, começam a pagar menos dinheiro ! Com receio de ficar sem emrpego, as pessoas submetem-se.

Repare ainda como as profecias não fogem á realidade, dizia Nostradamus na quadra III . 42.
"A criança nascerá com dois dentes na garganta, haverá na Itália (Toscana) chuva de pedras (bombardeios?).
Anos mais tarde, não haverá trigo nem cevada para satisfazer os homens, que morrerão de fome."

Continua o protocolo a respeito do desemprego :

« Quando criarmos, graças aos meios ocultos de que dispomos por causa do ouro, que se acha totalmente em nossas mãos, uma crise econômica geral, lançaremos à rua multidões de operários, simultaneamente, em todos os países da Europa. (6)

Repare novamente em Nostradamus, versículo III. 28 :
"As representações do ouro e da prata vítimas da inflação, depois do vôo da doce vida, serão atiradas em um fogo em fúria; esgotados e perturbados pela dívida pública, os papéis e as moedas serão destruídos."

Deixe-me mostrar-lhe a gravidade de tudo isto, incrivelmente precisa esta profecia.
Haverá inflacção, estamos actualmente passando por isto, em Portugal, Brasil, enfim todos os Países, inclusivé EUA.

Em breve pretendem acabar com o dinheiro, papel (notas) e moedas, inclusivé cartões de crédito, virá o implante digital para
substituir tudo isso. Veja mais em Implantes .

Este protocolo é bem sério :
"Os gentios são um rebanho de carneiros e nós somos os lobos! E bem sabeis o que acontece aos carneiros quando os lobos penetram no redil! Fecharão ainda os olhos sobre tudo o mais, porque nós lhes prometeremos restituir todas as liberdades confiscadas, quando se aquietarem os inimigos da paz e os partidos forem reduzidos à impotência. É inútil dizer que esperarão muito tempo esse recuo ao passado..." [Protocolo 11 - O Estado Totalitário]

Reflecte bem o que Bush prometeu, que o povo poderia perder algumas liberdades ,porque a prioridade máxima era a guerra após o 11 de Setembro, combater os países “inimigos da paz”, tal como Powell referiu recentemente que o Hammas também é inimigo da paz.
Não acha muita coincidência eles utilizarem o mesmo termo : "Inimigos da paz " !?


Governo de Portugal pretende quebrar laços familiares:
O ministro actual do emprego Bagão Felix pretende alterar a lei de desemprego, ou seja quem estiver
desempregado será obrigado a ir trabalhar para longe se houver uma proposta de trabalho, caso rejeite perderá o subsídio de desemprego.
Ou seja, se um pai de família morar no ALgarve, e receber uma porposta de trabalho para Lisboa, terá que ir!
E a sua esposa, e filhos ficam longe do pai, não é estranho ?
Em Portugal actualmente (2004) há meio milhão de desempregados, somos um país pequeno com cerca de 10 milhões de habitantes.
Que apoios dá o nosos país para quem tiver filhos? Porque será que a taxa de natalidade está a diminuir ? A população cada vez mais envelhecida, cada vez menos jovens.
As editoras exploram os pais de família, têm o monopólio dos livros de estudos e o ministériod a educação permite.
Quem tiver um filho na escola, compra alguns cinco ou seis livros, cada livro em média custa 25 euros ! (este ano houve aumento).
Além disso, milhares de escolas em cidades ou aldeias pequenas, com poucos alunos, fecharão. Impedindo muitos de ter acesso
aos estudos, e os jovens trabalhadores têm acesso dificultado aos esutodsod e noite (ensino recorrente), todas as leis e alterações de leis prejudicam a família, o acesso aos estudos, a taxa de natalidade. Por isso cada vez há mais analfabetismo, menos nascimentos.
Menos qualidade de vida.

Outra coisa:
Alguns casais recebem pensão social por invalidez ( ou marido ou mulher ficou inválido por acidente, ou doença) a certa altura a segurança social (para a qual descontaram uma vida inteira) corta o subsídio.
Essas famílias, com filhos, sem apoios, passam fome, dificuldades. Sabe o que o Governo lhes aconselha!? Divórcio para receber outra pensão melhor. Quebrar oficialmente o laço familiar, imagine separar-se da sua mulher, ou do marido, dos filhos, oficialmente, no papel, pela porcaria dum subsídio. É o que o Governo pretende, quebrar laços de família.

E perante tudo isto, o presidente disse " temos que manter pensamento positivo ", claro ! Nós somos pessimistas, mas eles andam há 4 anos a prometer a melhoria, a melhoria económica seria para 2004, agora é anunciada para 2006. (ano de eleições).

Não sejamos pessimistas, mas sim Realistas! E não deixemos que nos tomem por idiotas!

Os nomes de alguns políticos famosos maçons
João Soares
Santana Lopes.
Pinto Balsemão.
Mário Soares ( ex-presidente de Portugal) é Maçon. (a 22 de Julho de 2000 inaugurou o Museu da Maçonaria, na Quinta da Regaleira, Sintra).
Durão Barroso já participou em reuniões de Maçons, e tambem no encontro do Grupo Bilderberg em 1999 em Sintra.

Santana Lopes também esteve presente.
E ele é o actual 1º minsitro de Portugal, outra coincidencia. Maçons como 1º ministros, influentes na política, tal como a Maçonaria afirma sempre.
Durão Barroso deixa o lugar de 1º Ministro ao amigo maçon, e sem eleições antecipadas, o presidente Sampaio concordou.
Não aceitou eleições antecipadas. Curiosamente Sampaio esteve também nessa reunião maçónica a 14 de Junho. !
Santana em 18 de Outubro de 2003 esteve presente na cerimónia de descerramento do Busto de Gomes Freire de Andrade ( grão mestre Maçon) pela GLLP (Grande Loja Legal de Portugal).

Esses dados acima são facilmente encontrados em buscas na internet, em artigos do correio da manha, diário de noticias, independente, em foruns, etc.

Livros sobre conspiração

« Os Illuminati e a grande conspiração Mundial »
( Para além dos anjos e demónios ).

illuminati

Adquiri em 2005, um livro da editorial Estampa, autor: René Chandelle.

Um dos meus livros de cabeceira.
Um livro não ficcional, aborda o tema dos illuminati com seriedade, com estudo.

Há quem afirme que os illuminati foram uma seita criada no Afeganistão, porém este livro esclarece ( na pág. 57) que a seita criada no Afeganistão era os “iluminados”, diferente, criada no séc xvi,
o primeiro líder foi Bayezid Ansari, fundou uma escola de iniciação mística em Peshawar.

E em Espanha, também no séc xvi, fundou-se em Castela a seita mística “Os Alumbrados” ( que significa os iluminados ).
Em 1620 a Inquisição conseguiu a sua erradicação, alguns membros refugiaram-se em França, criaram os “Les illuminés “.

O livro fala ainda na Maçonaria e outras sociedades secretas, menciona por exemplo que no séc xviii a maçonaria inglesa não aceitava membros negros, considerando-os uma raça inferior, não aceitavam igualmente mulheres.

O livro diz que actualmente, a Royal Society Britânica está estritamente ligada aos maçons e rosa-cruzes...

O livro denuncia os planos principais dos illuminatis e revela pormenrores interessantes.
Por exemplo, ao contrário do que conta a História, os illuminati e o seu fundador não foram destruídos, a seita continuou activa secretamente, sem ter que se preocupar pois assim como “oficialmente não existia” não seria perseguida ou investigada.. Continuaria as suas actividades de forma mais clandestina...

O livro aborda ainda o significado de alguns simbolos, por exemplo o olho que tudo vê, no topo da pirâmide, significa que os illuminati estavam por toda a parte, viam tudo, infiltrados em todo o tipo de organizações, profissões, na justiça, na política, na educação, no jornalismo, etc.

Haverá uma terceira guerra Mundial ..?
O livro diz que sim, no séc xix foi programado o terceiro grande conflito mundial, escrito numa carta a 15 de Agosto de 1871, por dois membros da sociedade secreta dos illuminati. Essa carta está ainda hoje no Museu Britânico de Londres.
Albert Pike e Giuseppe Mazzini, eram dois importantes maçons que mantinham frequentemente correspondência entre si, através da qual conspiravam.
Albert Pike era grão-mestre maçon e membro nos illuminati, fundara também a seita Ku Klux Klan, e Giuseppe era illuminati e esteve ligado ao movimento revolucionário do Rissorgimento Italiano e
à sociedade secreta dos Carbonários.

Fica aqui um trecho dessa carta :
«... A terceira Guerra mundial deverá ser fomentada através do aproveitamento dos diferendos promovidos pelos agentes dos illuminati entre o sionismo político e os dirigentes do mundo muçulmano. A guerra deve ser orientada de tal forma que o Islão e o sionismo político se destruam mutuamente, enquanto outras nações se vêem obrigadas a entrar na luta, até ao ponto de se esgotarem física, mental, espiritual e economicamente.. [...]»

Isto revela a perversidade dos planos deles, o conflito entre Palestina e Israel, que parece ser eterno, será talvez um dos pilares dessa guerra.


O livro fala ainda dos Bilderberg, grupo formado por chefes de Governo, banqueiros, presidentes de multinacionais, donos de meios de comunicação, etc.
Grupo fundado em Maio de 1954, na Holanda, em Oosterbeek, recebendo o nome do Hotel em que os membros se reuniram pela primeira vez. Reunem-se sempre á porta fechada, nos encontros do G8 ( grupo dos oito países mais ricos ).
O principal fundador dos bilderberg foi o príncipe Bernhard Zu Lippe-Biesterfeld, pertencente à Casa de Orange-Nassau, actual família real da Holanda.
Querem saber algo mais ? Ele foi também oficial das SS de Hitler e membro do partido Nazi.
A segurança nos encontros Bilderberg está assegurada pela CIA e também pelos serviços secretos israelitas, a Mossad.


David Rockefeller fundou a Comissão Trilateral, constituído pela elite política e da economia mundiais.
O objectivo é romper com o poder estabelecido de sempre, anular a autonomia de países e criar um grande bloco do primeiro mundo para controlarem os destinos do segundo e terceiro mundo.
Manejam a governabilidade mundial. Querem criar uma nova ordem mundial.

O livro fala ainda da Opus Dei, e de assassinatos no Vaticano




« O livro dos Illuminati »


illuminati



Autor : Robert Anton Wilson . editora Via Optima.

O autor aborda o tema dos illuminati, por vezes de modo sério, outras vezes de modo anedótico, o livro por vezes tem o objectivo de chocar ou simplesmente fazer-nos pensar, o que o torna interessante.
Aproveitam-se algumas páginas de boa informação, o autor tenta abordar o tema com algum humorismo por vezes, seria para as sociedades no Poder não o levarem demasiado a sério para o considerarem um inimigo?
Ele era bem informado , revelou por exemplo o termo “idiota útil” calão utilizado pela CIA para definir todos os indivíduos que trabalhavam para a organização sem o saberem directamente...

O título original do livro é “ The illuminati papers”, o autor, Robert Wilson ( que já faleceu ), era um visionário, humorista, romancista, poeta, dramaturgo, escritor de divulgação científica, filósofo, um homem inteligente e de muitas partes.
Foi membro da sociedade L5, formada por um grupo de cientistas, também foi um dos fundadores do Instituto para o Estudo do Futuro Homem, sediado no estado de Maryland.
Ele era doutorado em psicologia, participava em programas na rádio e tv nos EUA, Canadá e Grã Bretanha, por vezes...Foi ainda autor de 14 livros, o romance “Illuminatus”.
Também estudou obras de ocultismo, em páginas do livro ele menciona temas da física quântica, psicocinese, magick de Aleister Crowley..
O livro contém ainda citações, pensamentos, e artigos de jornais e revistas sobre illuminatis e sociedades secretas, bom como entrevistas da Conspiracy Digest a Robert Wilson...


Na página 11 , Robert Wilson mencionou um artigo de Claire Wolfe que explicava algumas leis fascistas promulgadas no 104º Congresso, «Land Mine Legislation »
( 1997, Summer Supplement, Loompanics Unlimited, Port Towsend WA), em que Claire falava da acção dos polícias que fazem testes de urina aos condutores civis.
Na verdade esses testes serviriam não só para despistagem de drogas, mas também para se criar uma base de dados genéticos de todos os cidadãos.
Outra lei promulgada permitia o Governo dos EUA a declarar qualquer grupo de pessoas como “terrorista” se lhes apetecesse, sem direito a julgamento.

É mencionado um caso em que, agentes do FBI e do BATF, a 19 de Abril de 1993, assaltaram um rancho em Mt Carmel, perto da cidade de waco (Texas), onde se refugiava a igreja Davidiana,
uma seita cristã. O balanço do assalto foram entre suicídios e baixas causadas pelos policiais, 74 mortos.

Nos EUA os federais investigam tudo o que lhes apetece sobre qualquer cidadão, por exemplo os resultados de consultas médicas privadas, secções 262-264 da Directiva Sanitária 3103.
Provavelmente em todos os Países isso poderá ocorrer, mesmo que os Governos não admitam oficialmente.


Robert Wilson, disse, humorísticamente, que todas essas sociedades secretas , illuminatis, etc, e agências de segurança como CIA, FBI, todos eles tinham fraco QI.
Porque quanto mais segredos possuir uma dessas coligações, mais poderosa ela se julgará ser, mas o facto é que a inteligência depende da troca rápida de sinais, então a acumulação de sinais sob forma de “segredos altamente confidenciais” ,”top secret” e a transmissão de sinais falsos ( política da mentira e desinformação) não são partilha de informação, portanto reduzem o QI..
Os segredos são mais perigosos para os seus detentores do que para os que deles estão excluídos...

Ele menciona ainda a paranóia de todos os serviços secretos ( CIA, FBI e todos) essas polícias secretas possui ficheiros de toda a gente, inclusivé dos seus próprios criadores, isto leva a outro retorno infinito, surgem outras polícias secretas a investigar as anteriores, e todos se investigam uns aos outros. E quando surgem suspeitas de haver conspirações, cada uma recolhe grandes quantidades de informação sobre o assunto e produz igualmente grandes quantidades de informação falsa.
Cria-se a situação que ele define por: Desatino Óptimo, todos desconfiam que os outros estão a enganá-lo, todos desconfiam que os outros lhe estarão a passar informações erradas. Como Henry Kissinger terá afirmado : Actualmente em Washington quem não for paranóico é louco.
Aqueles que utilizavam as polícias secretas, deveriam investigar tais organizações também, para garantir que elas não teriam demasiado Poder.
A segurança Nacional é a causa principal da insegurança nacional.

Robert Wilson denuncia ainda uma técnica existente que é a “Inferência acrítica” ou associação condicionada, por exemplo se falarmos de conspirações dos banqueiros, ou do governo e da maçonaria, somos logo rotulados de “anti semitas” ou “nazis” ou terroristas, para nos descridibilizarem.
Robert Wilson recebia frequentemente cartas ameaçadoras de dois grupos de idiotas, como ele dissera, grupos de Judeus que o acusavam de anti-semita, e por outro lado os anti-semitas que o queriam receber honradamente nos seus clubes..
Lol.

Na página 29, surge um artigo de Hagbard Celine, sobre a Neurociência, continuando nas páginas seguintes, falando da dependência do dinheiro.
Diz que o Estado, fissionando a sociedade em classes separadas de priveligiados e carenciados, criou a Pobreza.
Há hoje 0,5% da população que detém 70% da riqueza, deixando os outros 99,5% da população competindo violentamente pelo restante.
O resultado será uma sociedade totalmente condicionada, motivada apenas pelo vício neuroquímico do dinheiro.
Os simbolos illuminati estão nas notas de 1 dólar, o Estado detém o poder sobre o maná, ou energia psíquica, do dinheiro.. O ícone condicionado, o dinheiro-símbolo, controla totalmente o nosso
bem estar mental.

Robert Wilson, na página 146, explica ainda como as novas leis são criadas apenas para gerar novos tipos de criminosos...
Por exemplo, quando a marijuana foi ilegalizada na América por Acta do Congresso, em 1937, várias centenas de cidadãos, anteriormente respeitadores da lei, passaram a criminosos de um dia para
o outro. À medida que cada vez mais leis vão sendo promulgadas, cada vez mais cidadãos vão-se tornando supostos criminosos.
Por exemplo se fosse criada uma lei proibindo arrotar, quem arrota-se seria criminoso.

Robert Wilson, na página 131 fala ainda de L. Ron Hubbard, fundador da Cientologia, que nos anos 40 foi membro da loja Agape da OTO ( Ordo templi orientis ) da qual retirou ensinamentos
para fundar posteriormente a Cientologia.
Diz-se que ele estaria infiltrado na OTO ao serviço dos serviços secretos Navais, usou posteriormente técnicas da OTO , mas de forma invertida, para controlar as pessoas, e fazer lavagem cerebral, na Cientologia.

comprar casa, apartamentos, imoveis, imobiliaria,


« Democracia e Secretismo »

democracia e secretismo


editora Europa-América, autor Dr Oswald le Winter, ex agente da CIA.
Título original « Democracy and secrecy ».

Este Homem, combateu na Coreia e foi feito prisioneiro pelos chineses.
Em 1954 juntou-se ao serviço de informações do exército americano , à equipa do general Ed Landsdale, nas Filipinas e no Vietname até 1955.
Deixou o serviço activo e voltou a leccionar em várias universidades.
Em 1965 ingressou na CIA, onde trabalhou até 1985, ano em que foi forçado a demitir-se.
O último posto foi de chefe do ITAC na Nato, no exército ele foi major-general.
Em 1988 denunciou crimes da CIA .
Em 1998 foi condenado a 4 anos de prisão por alegada fraude numa operação conjunta da CIA, FBI e MI-6, ( tramaram-no), no ano 2000 veio exilar-se em Portugal, Lisboa.
Em 2001 publica o livro «Desmantelar a América » que em apenas dois meses teve logo 6 edições.

Nunca mais ouvi falar deste indivíduo, será que se refugiou secretamente noutro País, ou o “silenciaram” ?
Numa antiga entrevista ele afirmava que ia editar um livro sobre a al-qaeda e o envolvimento da CIA e dos senhores da guerra, “As máfias de Alá”, o que é certo é que esse livro nunca mais saiu
e nunca mais se ouviu falar de Oswald le Winter.

Bem, agora falando do seu livro «Democracia e secretismo» é dos melhores que já li, pois não foi escrito por nenhum curioso, ele teve altos cargos no exército e esteve por dentro da CIA,
ele denuncia que a CIA esteve envolvida em negócios da droga, guerra biológica (envolvendo virus, insectos contaminados etc), ele denuncia as armas de microondas,
( DEW, directed energy weapons, armas de energia direccionada) entre mais.
Curioso foi o facto de alguns anos mais tarde, nos telejornais, se divulgarem videos de uma nova arma de microondas, numa espécie de “parabólica” em cima de um jipe militar.
Oswald le winter já mencionava esse tipo de armas, muitos anos antes, no livro.
E há coisas que ele menciona no livro, que estão acontecendo agora mesmo.

O livro aborda variados temas interessantes :

Os lucros de quem fabricou a vacina contra o Anthrax, desinformação, vacina não testada mas vacinaram milhares de soldados.
Armas biológicas fabricadas pela CIA.
Assassinato de J. F. Kennedy.
Pormenores secretos de como assassinar os direitos civis.
O tribunal mais secreto da América. FISC.
Echelon: Espionagem electrónica.
Cinco grandes mentiras da guerra ao Terrorismo.
O acidente de watergate.
MK Ultra: Cia e controle mental.

O livro tem ainda documentos com lista de membros Bilderberg portugueses.
Atentado de Oklahoma.
Banco do Vaticano e ouro nazi.

E mais...

Aqui ficam alguns dos nomes de Bilderbergs Portugueses :

Francisco Pinto Balsemão.
Joaquim Freitas do Amaral.
José Manual durão Barroso.
Prof. Maria Carrilho.
António Vitorino.
Marcelo Rebelo de Sousa.
Margarida Marante.
Ricardo espírito Santo.
Vitor Constâncio,



Oswald , na página 272 denuncia que os motivos da invasão ao Afeganistão, não são o combate ao terrorismo de Bin laden, mas sim o lucro de três a cinco triliões de dólares em petróleo e gás natural, as maiores reservas petrolíferas estão no Mar Cáspio e o oleoduto por onde irá circular esse petróleo será construído ao longo do território Afegao, e centenas de milhões de dólares de lucro vindo da produção de ópio.
O ópio que circula por todo o mundo é quase todo proveniente do Afeganistão, e curiosamente desde a invasão pelos americanos a produção aumentou .

Oswald le Winter lançou ainda algumas questões.
Porque é que a CIA se havia encontrado com Bin laden num hospital americano em Dubai, antes dos atentados de 11 de Setembro, e nesse mesmo momento do encontro, uma grande frota de combate britãnica navegava em águas próximas do Afeganistão.

Muita gente sabia que iam ocorrer os atentados ao world trade center, nos dias anteriores ao atentado, grandes funcionários e altas patentes dos grandes Bancos embolsaram lucros astronómicos ao venderem acções das companhias de aviação United e American.

Oswald teve acesso á lista de passageiros dos aviões envolvidos nos atentados, ele diz que não havia nenhuns passageiros naturais do Médio Oriente.
E mesmo que fosse verdade, como é que árabes que apenas tinham pilotado avionetas “cessna” e que haviam chumbado nos exames, conseguiriam pilotar pesados jactos Boeing no espaço aéreo mais congestionado do planeta? E fazer manobras tão complexas?
Como é que os pilotos se deixariam dominar por “terroristas” apenas munidos com pequeninos canivetes?
Três dos pilotos americanos eram veteranos da força aérea.
Os supostos passaportes dos terroristas , conseguiram escapar ás explosões e aos incêndios sem ficar danificados, mas as caixas negras dos aviões ( que supostamente são indestrutíveis) ficaram danificadas ( segundo o FBI), terá lógica?

Oswald explica que os principais jornais e cadeias televisivas têm jornalistas que cooperam com a CIA, se eles fizerem o jogo conforme as regras, se forem receptores de informação interna e divulgarem a informação como a CIA deseja, eles recebem recompensas, alto estatudo, notoriedade, viagens a locais exóticos e instalados nos melhores Hóteis, etc. Como o caso de Bob Woodward e Vernon Loeb do «Washington Post ».
A CNN por exemplo, se cooperar , tem direitos exclusivos de fazer a cobertura de campanhas militares. Esses jornalistas, chamados de “Intelectuais de Defesa” têm vidas previligiadas.
Um jornalistazeco simples, tem que trabalhar no duro para ganhar a vida, mas esses outros recebem as notícias já formatadas, entregues como que numa bandeja de prata, e recebem altos salários.


Oswald denuncia que a CIA protege os traficantes que trazem drogas para território americano, usa intermediários e outros meios clandestinos sofisticados e não-conhecidos, lavagem de dinheiro etc, para nunca ser relacionada com os crimes...
E quem publicasse tais verdades seria considerado louco ou traidor.

« Se o povo americano alguma vez soubesse quantos desperdícios e disparates são encobertos pela imposição e confidencialidade e embargos, reclamariam as nossas cabeças.. e nós mereceríamos
os nossos destinos »
( Major Ralph Peters, do exército dos Estados Unidos ).


Controle da Mente:

Desde 1965 até 1970, a Agência de Investigação de projectos avançados de Defesa
( DARPA), subsidiada pelos miilitares até 80%, lançou a operação PANDORA para estudar a saúde e efeitos psicológicos das microondas de baixa intensidade respeitantes ao chamado “sinal de Moscovo”.
Este projecto parece ter sido bastante vasto e incluiu ( com financiamento da Marinha dos EUA ) estudos que demonstravam como induzir ataques cardíacos, como criar fugas na barreira do sangue/cérebro, como produzir alucinações.
Arquivos do FOIA ( freedom of information act) revelaram memorandos de Richard Cesaro, director da DARPA, que confirmavam que o objectivo inicial do programa era:
“ Descobrir se um sinal de microondas cuidadosamente controlado ,podia influenciar a mente ».
Cesaro pediu que esses estudos fossem feitos « para potenciais aplicações em armas ».


Oswald Le winter nunca mais deu notícias, fica aqui para recordar uma entrevista publicada na revista "Focus" nr 375.

( clique nas imagens)

oswald le winter . .

Entrevista na « Magazine Grande Informação » nº 4, Março de 2006 .

oswald le winter . . .





« A face Oculta do Petróleo »
( A mentira, a manipulação, a corrupção )


face oculta petroleo



Éric Laurent, editora Temas e Debates.
Jornalista da radio France, Éric nasceu em 1947 , especialista em política internacional ,
Interessado particularmente em geopolítica do petróleo.
Publicou alguns livros interessantes, entre eles a Guerra dos Bush ( 2003) , o Mundo secreto de Bush ( 2004), a face oculta do 11 de setembro ( 2004 ).

Comprei o livro em 2007, e achei muito bom.. Ele revelava coisas interessantes, e por coinciência algo que o livro mencionava ocorreu agora em 2008, a grande crise petrolífera e os preços a
subirem em flecha graças aos especuladores.

O livro começa com uma interessante frase :

« A diferença entre o pessimista e o optimista consiste no facto de o pessimista estar, em geral, mais bem informado »
( Claire Booth Luce ).

Alguns tópicos do livro:

O lobby do petróleo e o Pentágono.
Cia e o 11 de setembro.
Casa Branca falsifica relatórios.
Especuladores do petróleo.
Carregamentos vendidos mais de cincuenta vezes.
Nove mil milhões de dólares de lucros fraudulentos.
Reservas à beira do esgotamento.
Impostura e desinformação.



Os americanos são muito dependentes do petróleo, representam apenas 6% da população mundial, mas consomem cerca de 33% da energia produzida no mundo inteiro.
A guerra no Iraque obviamente, deve-se graças às reservas de petróleo no País, e mais países certamente serão invadidos.

Na página 45, ele explica como são inflaccionados os preços :

As empresas ficam contingentes e estabelecem preços de venda alinhados pelas cotações mais altas em vigor, as do Texas e do Golfo do México, donde provém a quase totalidade do petróleo americano.
A esse preço adicionam o custo standard do frete , correspondente ao transporte desde o Golfo do México até ao porto de destino.
As companhias britânicas aderem a essa disposição, que permite obter lucros enormes com o petróleo em bruto produzido a baixo preço no Iraque ou no Irão.
Se a BP fornece à Itália petróleo barato proveniente do Irão, pois o seu preço é fixado como se o petróleo fosse o do Golfo do México, e o preço do frete é calculado em função desse trajecto fictício. As companhias podem aumentar essas margens já consideráveis “compensando” as suas entregas, o que permite reduzir ainda mais os custos de transporte.

Aliança com os Nazis:

Na pág. 46, explica que o fundador da “Shell” ,o holandês Deterding, em 1936, tornou-se um notório nazi.
Foi forçado a demitir-se e retirou-se para a Alemanha, para a sua propriedade em Meclemburgo.

A IG Farben, um consórcio químico alemão que em 1916 prpoduzia gases asfixiantes para usar em prisioneiros nas trincheiras inimigas, era aliado à Exxon.
Ainda hoje existe a IG Farben, na qual entrasm grandes capitais $ americanos e ingleses. Vários milhões de libras esterlinas de acções da IG Farben estão na posse de bancos no outro lado do Atlântico, entre eles o Chase Bank de Rockefeller, o Morgan e o Warburg.
A IG Farben tornou-se desde 1932 a maior potência química do mundo, controla 400 sociedades alemãs e 500 empresas comerciais , possui as próprias linhas de caminho-de-ferro e minas de
carvão, e fábricas em várias dezenas de Países. As 500 maiores firmas, que fazem a propsperidade da Europa e Estados Unidos, estão ligadas por mais de 2000 acordos ao grupo alemão , cujos investigadores e técnicos são os mais numerosos e os mais qualificados.
A Exxon forneceu aos nazis as patentes do chumbo tetraelito, indispensável no fabrico de gasolina para aviões. A Exxon desejosa de lançar-se no fabrico de borracha sintética, desenvolve
actividades na Alemanha , ao mesmo tempo dedicou-se a entravar as pesquisas americanas nesse domínio, sabotando o esforço de guerra americano e aliado.


Há petrolíferas nos EUA que quase nem pagam impostos.

Quanto mais lucro tiverem menos impostos pagam.
Como diz o autor, na pág. 72.
Por exemplo a companhia petrolífera Amerada Hess tem vínculos com a família Bush e com a família real saudita, laços muito antigos .
Por exemplo em 1944, a companhia teve um lucro bruto de 17 milhões de dólares e pagou apenas 200 mil dólares de imposto, que para uma empresa petrolífera são trocos.
Uma outra companhia, cujo autor não menciona o nome, talvez para evitar reacções judiciais da mesma, em 1960 teve lucros de 65 milhões de dólares em cinco anos e nem pagou impostos,
e pasme-se: ainda recebeu do governo um reembolso de 145 000 dólares.
( fonte: Arquivos do Senado , Biblioteca do Congresso, Washington ,1960 ).


Actualmente ( em 2008 ) vivemos uma crise internacional petrolífera, os preços do petróleo disparam, e todos sentimos no bolso a crise, pagando combustíveis mais caros e , consecuentemente, alimentos mais caros.

Vejam se não é precisamente o que aconteceu em 1974, segundo relata o livro na pág . 100 .


Especulação dos preços:

Em 1971 a comissão criada por Richard Nixon, nos EUA, com os principais consultores Robert Anderson ( presidente do grupo petrolífero Atlantic Richfeld ) ,Peter Flanigan , representante de várias firmas petrolíferas, que mais tarde passou a conselheiro da Casa Branca, decidiram todos que era fundamental inflaccionar os preços do petróleo importado com objectivo de « estabilizar os preços internos a um nível elevado e encorajar os investimentos necessários ao desenvolvimento das fontes de energia nacionais ».

Em 1973 começaram a manipular a opinião pública, em vários estados norte-americanos viam-se sinais de penúria, condicionamento , a gasolina é racionada , fecham escolas e fábricas por falta de combustível, etc.. E os preços dos combustíveis sempre a subir, tal como acontece agora em 2008.

Essa falsa crise, teve semelhanças com o caso watergate.

As petrolíferas culpabilizaram o Governo , o congresso e até os ecologistas, acusando-os de terem mantido o preço do petróleo e do gás a um nível anormalmente baixo, de terem desencorajado
a exploração petrolífera e a construção de novas refinarias, e de terem bloqueado projectos como a construção do oleoduto no Alasca.
Qual seria então a solução para essa “crise” ? Inflaccionar os preços do petróleo de modo a tornar rentável a exploração em grande escala dos recursos energéticos americanos.
A verdade foi esta: O petróleo nunca acabou, e em 1974 o lucro das petrolíferas aumen tou 71 %, enquanto o volume da sua produção apenas foi 10% a mais.
Nesse período, as maiores petrolíferas americanas lucraram 50 mil milhões de dólares!


E deixem-me dizer-vos mais ( isto sou eu , silvio, do realidade oculta, a falar, não é citação do livro ).

Isto faz-me lembrar a “crise” falsa que vivemos agora em 2008, em que petrolíferas como a Galp dizem que a culpa é do governo que cobra impostos ( ISP) muito elevados e que o lucro da
petrolífera é quase nulo. O que é falso, pois com a subida dos combustíveis a GALP estava a lucrar 2 milhões de euros a mais por dia !!!

Repare ainda que os “experts” economistas dizem que esta crise que vivemos agora a nível internacional ,nas Bolsas, deve-se ao problema que as imobiliárias americanas enfrentam, que tem consecuências na economia global.
Será mesmo verdade? Ou o verdadeiro problema é a guerra no Iraque e a guerra no Afeganistão que custam milhôes por mês, que arrasam a economia dos EUA ?
Estamos a pagar combustíveis mais caros para pagarmos do nosso bolso essa guerra.
Para que daqui a uns anos os EUA lucrem com todo o petróleo existente no Iraque!
Esta é a verdade.

E na minha opinião , os Países europeus que apoiaram a intervenção militar americana no Iraque ( inclusivé Portugal) são BURROS, porque quando os EUA controlarem o petróleo iraquiano eles poderão fazer pressão sobre a china e sobre a europa, ficaremos dependentes deles! Se eles se aborrecerem connosco e se lhes apetecer considerar-nos “inimigos” podem cortar-nos o petróleo,
ou se lhes apetecer explorar-nos, teremos que comprar o petróleo ao preço que lhes apetecer!


E mais voz digo, recentemente foi anunciado que os EUA , os Russos e o Reino Unido querem explorar o Alasca, que tem grandes reservas de petróleo e gás natural no sub solo.
Obviamente para explorar essa zona e realizar prospecções, perfurações, etc, isso custará biliões de dólares!!! Então os preços do petróleo têm vindo a subir porquê?
Para nós estarmos a pagar agora dos nossos bolsos, todos os biliões de dólares que as grandes petrolíferas irão utilizar para a exploração no Alasca!!


Continuando com o livro:

Em 1974 um jornalista do Washington Post, Jack Anderson, baseado em informações coonfidenciais de um informador na Mobil , e baseado em documentos confidenciais que teve acesso da Aramco ( consórcio formado pelas companhias Exxon, Texaco, Mobil e Chevron) ele diz que muitas petrolíferas guardavam milhões de litros de combustível em stock, em reservatórios clandestinos ,
e vendiam-no ao preço inflaccionado. Mas que lhes ficava barato pois estava em stock.

Meus amigos ( agora eu silvio, falando, fim de citação do livro ),
Isto lembra-me o que acontece agora em 2008, as petrolíferas sobem o preço do petróleo nos postos de abastecimento, mas o combustível que nos vendem estava em stock, combustível que eles haviam comprado mais barato antes.
Por exemplo se o barril de petróleo estiver a 140 dólares, e subir para 145 dólares, os postos de abastecimento sobem o preço de cada litro, mas eles estão a vender combustível que tinham em
stock e que haviam adquirido muito antes ( talvez quando o petróleo estava a 130 dólares o Barril ).
Pois os preços têm variado de dia para dia.


Na pág. 164, o autor revela que, a NSA ( national security agency) com os satélites espiões tem interceptado conversas dos membros da família real saudita.
E que há divergências entre eles, corrupção , e muitos deles transferem centenas de milhões de dólares para grupos fundamentalistas (terroristas) com receio que estes se tornem seus inimigos e os queiram derrubar.
500 milhões de dólares , por exemplo, apoiavam Bin Laden e muitos outros grupos no Golfo, Médio Oriente e no Sudeste Asiático.

Na pág 241 o livro revela que as petrolíferas se estão a marimbar para o aquecimento global, aliás se o gelo derreter no pólo norte, melhor, pois assim mais facilmente poderão explorar novas reservas de petróleo lá.
A 8 de Junho de 2005, o « The New york Times » revela que o chefe do Conselho da Casa Branca para a qualidade do Ambiente, Philipp Cooney, modificava todos os relatórios dos cientistas pagos pelo governo no que respeitava a alterações climáticas.
Antes de chegar à Casa Branca, Philipp trabalhava para o American Petroleum Intitute.
Também Bush minoriza os efeitos do aquecimento Global, eles cedem ao poder do lobby do petróleo.
Os EUA são responsáveis por 30% das emissões de gases com efeito de estufa, no planeta.


COMO AS PETROLÍFERAS ESPECULAM e inflacionam OS PREÇOS para nos enganar e ROUBAR:

O Livro explica na página 259:

Cada contrato concluído nos mercados a prazo da IPE ( International Petroleum Exchange) sediado em Londres, ou no âmbito da NYMEX ( New York Mercantile Exchange ), representa 1000 barris de petróleo. Em 2003, o total de transacções representava 100 mil milhões de barris. Esse número desproporcionado deve-se apenas à expeculação.
Para cada barril real de petróleo eles negociavam 570 barris de “papel”. ( apenas no papel, nos contratos).
Controlando assim e manipulando os preços.
Os preços apresentados ao público são sempre os preços especulativos e não os do petróleo vendido diariamente, através de contratos a longo prazo.
Em Londres, no mercado IPE, os especuladores podem operar com um capital somente 3,8% do montante das suas compras.
Por exemplo mil barris a 40 dólares ( preço antigo, na altura do livro ) representam um valor de 40 000 dólares , dos quais os compradores ( que fazem contratos) não pagam mais do que 1250 dólares, ou seja 3,8% do total.
As transacções efectuadas nesse mercado correspondem a mais de cinco vezes a produção mundial de todas as variedades de petróleo.
Controlar os preços mundiais do petróleo implica , pois, um empate de capital irrisório.

Mais surrealista ainda, o Brent , o petróleo do mar do norte, não representa mais que 0,4% da produção mundial, não obstante ,o seu preço spot determina só por si, o preço de 60% da produção mundial .
A IPE é dirigida , por um antigo responsável da Shell, sir Robert Reid, rodeado de representantes dos maiores bancos mundiais.

Quando os sauditas decidiram produzir diariamente 2 milhões de barris suplementares para travar a subida dos preços, os especuladores compraram logo na NYMEX 77 000 contratos a longo prazo.
Representando cada contrato 1000 barris, eles detinham o equivalente a 770 milhões de barris, empurrando os preços para cima e neutralizando a iniciativa saudita.

As companhias petrolíferas são muitas vezes as primeiras a utilizar essas alavancas especulativas. Para aumentar os lucros, reduzem também a sua capacidade de refinação, pois esse estrangulamento provoca a subida rápida dos preços correntes.

Um petroleiro que, depois de sair do estreito de Ormuz, leva noventa dias para chegar ao seu porto de destino, transporta um carregamento de crude que pode ser vendido mais de cinquenta vezes ao longo do seu percurso.


Sempre que subirem os preços do petróleo, irão subir os preços dos alimentos :

Um estudo realizado na Grã Bretanha revela por exemplo que o transporte de uma alface dos EUA para a grã Bretanha gasta 127 calorias de energia ( o carburante do avião) , para fazer chegar
1 caloria de alface; 97 calorias de energia são necessárias para importar caloria de espargos ( por via aérea) do Chile.
Os transportes de alimentos gastam combustível, e sempre que aumentar o preço do cumbustível aumenta o preço dos alientos..


Se o petróleo acabasse na face da Terra, acabavam mihares de produtos:


A construção de um automóvel vulgar, consome o equivalente a 27 barris de petróleo, e a quantidade de matérias fossilizadas utilizadas nessa fabricação equivale ao dobro do peso final do veículo.

Chips de computador:

A produção de um só grama de chip electrónico consome 630 gramas de combustível fóssil, a fabricação de um só chip 32 mb DRAM requer 1,5 quilo de energia fóssil e 31 kg de água
( estudo revelado pela sociedade de química americana).
A construção de um computador pessoal consome duas vezes o seu peso em energia fóssil .
Se terminasse o petróleo, de nada serviria utilizarmos energias alternativas , pois mesmo essas fábricas de energia eólica, ou solar, ou nuclear etc, seriam geridas por salas de controle e computadores, mas sem petróleo não se poderiam produzir computadores, nem automóveis, nem milhares de produtos, como por exemplo:
Sistemas de refrigeração que permitem armazenar alimentos básicos, certas vitaminas, minerais e corantes que lhes são adicionados.
A fabricação de caixas , plástico, celofane para microondas, destinados á protecção e à embalagem.
Certos equipamentos para hospitais, como bolsas para sangue, drenos, válvulas cardíacas, seringas, tubos, luvas, próteses, etileno-óxido para a esterilização de equipamentos, anestésicos, aspirina, ligaduras, cortisona, anti-histamínicos, muito é feito com derivados do petróleo.



Energias alternativas??

Ja sabemos que biocombustíveis têm um lado negro, desflorestação, milhares de árvores abatidas e novos terrenos para se cultivarem biocombustíveis, depois escasseiam alimentos para a população, os alimentos sobem de preço.

Então e o hidrogénio? Carros moviso a água, baterias que separam o oxigénio do hidrogénio e o fabrico do próprio hidrogénio consome mais energia do que aquela que ele irá produzir.
O hidrogénio é mais um “vector” de energia do que um verdadeiro carburante. Produzir hidrogénio exigiria o consumo de petróleo.
Se acabasse o petróleo, como seria?

Energia solar:
Centrais fotovoltaicas não substituiriam as centrais de energia a carvão.
Por exemplo se juntarmos todas as centrais fotovoltaicas do mundo, obteríamos uma potência de 2000 megawatts, o que não se compara com a produção sequer de duas centrais a carvão.
Alimentar a economia mundial com energia solar exigiria cobrir com painéis 220 000 km quadrados.

Energia eólica?
Para substituir a energia produzida por uma só plataforma off-shore de xtracção de petróleo, seriam precisos o equivalente a 10 000 turbinas eólicas.



James wolsey, antigo director da CIA , declarou numa conferência sobre as energias renováveis :

« Temo que estejamos em guerra não durante anos, mas durante decénios. A longo prazo, venceremos , mas a chave dessa guerra será o petróleo »

Em Junho de 2005, o « The Financial Times » publicou um artigo, em que o antigo secretário de Estado Henry Kissinger, muito ligado aos negócios do petróleo, declarava :

« A procura e a competição pelo acesso à energia podem passar a ser fonte de vida ou de morte para muitas sociedades »
e acrescentava:
« Quando as armas nucleares estiverem disseminadas entre trinta ou quarenta países e cada um agir segundo os seus próprios cálculos , com menos experiência e a partir de sistemas de valores diferentes, teremos um mundom permanentemente ameaçado por catástrofes iminentes »

( Caroline Daniel “ Kissinger Warns of Energy Conflict “—The Financial Times , 1 de Junho de 2005.




«Verdades Ocultas »

Este escrito por mim ...

verdades ocultas

Tem um preço acessível, é impresso em capa a cores, pode levá-lo para ler onde quizer, na praia, no carro, num jardim, no quarto, na sala, pode emprestar a um (a) amigo(a).
São 138 páginas sobre conspiração, contém várias imagens e documentos, temas inéditos que não estão aqui no site realidadeoculta.


Pode comprar online, em modo seguro, por cartão ou paypal, aqui .
Em poucos dias recebe o livro, eu já fiz a experiência e numa semana chegou o livro, é impresso em espanha, ( escrito em Português, por mim),
compra segura e fiável.


18,49 euros


O site está em espanhol, clique em "añadir a carro "


verdades ocultas


Se aparecer 22$ é porque a pagina está em inglês, então veja no rodapé do site a linguagem e mude para espanhol, e aparecerá preço em euros, 18, 49 $




Um preço acessível, no mercado as editoras censuram muitos destes temas, porém este foi editado por miim, a gráfica em espanha ( do site lulu) não censura nada,.!
São 138 páginas de conspiração, cito todas as fontes de informação, contém várias imagens e documentos.

Veja o conteúdo do índice:


Índice:

Introdução . Página 1 e 2
Ovnis ... Páginas 3 e 4
Area 51 Paginas 5 ,6 , 7, 8, 9, 10
Roswel Paginas 11, 12, 13
Projectos ovni Paginas 14, 15, 16

Sociedades secretas :

Vaticano e pedofilia. Paginas 17 e 18
Igreja católica e Maçonaria Paginas 18, 19, 20, 21
Vaticano, Cia e Máfia. Paginas 22 e 23
Serviços secretos do vaticano. Paginas 23 e 24
Assassinato de João Paulo I. Pagina 25
Opus Dei. Pagina 25

Grupo Bilderberg Pagina 26
Rothschilds Pagina 26
Skull and Bones Pagina 27
Maçonaria Pagina 27
Illuminati Paginas 28, 29, 30
A estrutura dos Illuminati Paginas 31, 32 ,33
Echelon Paginas 34, 35, 36
Projecto alternativa 3 Paginas 37, 38
Crimes da CIA Pagina 39
Cia e a Droga Paginas 39, 40, 41
Alqaeda e CIA Paginas 42, 43
Bush e família Laden Paginas 44, 45
Mk-Ultra Pagina 46
Cia e o assassinato de Kennedy Paginas 46, 47
CIA e os ovni Pagina 48
CIA e espionagem psíquica Pagina 49

World trade Center Paginas 51 a 68

Armas de controle social Paginas 69, 70
Energia, economia Paginas 71 a 76
O que é investigado em cada cidadão. Paginas 77 a 81
Governantes ocultos do Mundo. Paginas 82 a 85
Nova ordem Mundial Paginas 86
Planos de controle global Pagina 87
Manipulações genéticas Pagina 87
Implantes electrónicos Paginas 88, 89
Idiotização da população Pagina 90
Debilitar a energia das pessoas Pagina 91
Controle da mente. Pagina 92
Destruição da Natureza. Pagina 93
Censura do tema extraterrestre. Pagina 94
Chipar os cidadãos. Paginas 95 a 99

Privacidade Zero Paginas 100, 101
Mini-cãmeras Pagina 102
Espionagem térmica Pagina 103
Haarp Paginas 104, 105

Saúde:
Fluor na água Paginas 106, 107
Aspartame Paginas 108 a 114
H5N1 e o Tamiflu Paginas 114, 115
Aparelhos microondas Paginas 115 a 119
Sulfato de sódio Paginas 120 a 122

A mentira do Anthrax Paginas 123, 124
Armas biológicas Pagina 125
Reino Unido e o Terrorismo Pagina 126
As mentiras do petróleo Paginas 127, 128
Invasão do Iraque Paginas 129, 130, 131
EUA eram aliados de Saddam Pagina 131
Bombardeamento do Afeganistão Pagina 132
EUA e Nazismo Pagina 132
Armas de energia direccionada Paginas 134, 135

Bibliografia Pagina 136
Índice Paginas 137, 138



Clique nas imagens de demonstração para ampliar...


livro verdades ocultas .


Capa a cores, livro não muito fino, médio...



livro verdades ocultas


O livro contém várias imagens ( a preto e branco) e documentos....





« Os Illuminati e a grande conspiração Mundial »
( Para além dos anjos e demónios ).

illuminati

Adquiri em 2005, um livro da editorial Estampa, autor: René Chandelle.

Um dos meus livros de cabeceira.
Um livro não ficcional, aborda o tema dos illuminati com seriedade, com estudo.

Há quem afirme que os illuminati foram uma seita criada no Afeganistão, porém este livro esclarece ( na pág. 57) que a seita criada no Afeganistão era os “iluminados”, diferente, criada no séc xvi,
o primeiro líder foi Bayezid Ansari, fundou uma escola de iniciação mística em Peshawar.

E em Espanha, também no séc xvi, fundou-se em Castela a seita mística “Os Alumbrados” ( que significa os iluminados ).
Em 1620 a Inquisição conseguiu a sua erradicação, alguns membros refugiaram-se em França, criaram os “Les illuminés “.

O livro fala ainda na Maçonaria e outras sociedades secretas, menciona por exemplo que no séc xviii a maçonaria inglesa não aceitava membros negros, considerando-os uma raça inferior, não aceitavam igualmente mulheres.

O livro diz que actualmente, a Royal Society Britânica está estritamente ligada aos maçons e rosa-cruzes...

O livro denuncia os planos principais dos illuminatis e revela pormenrores interessantes.
Por exemplo, ao contrário do que conta a História, os illuminati e o seu fundador não foram destruídos, a seita continuou activa secretamente, sem ter que se preocupar pois assim como “oficialmente não existia” não seria perseguida ou investigada.. Continuaria as suas actividades de forma mais clandestina...

O livro aborda ainda o significado de alguns simbolos, por exemplo o olho que tudo vê, no topo da pirâmide, significa que os illuminati estavam por toda a parte, viam tudo, infiltrados em todo o tipo de organizações, profissões, na justiça, na política, na educação, no jornalismo, etc.

Haverá uma terceira guerra Mundial ..?
O livro diz que sim, no séc xix foi programado o terceiro grande conflito mundial, escrito numa carta a 15 de Agosto de 1871, por dois membros da sociedade secreta dos illuminati. Essa carta está ainda hoje no Museu Britânico de Londres.
Albert Pike e Giuseppe Mazzini, eram dois importantes maçons que mantinham frequentemente correspondência entre si, através da qual conspiravam.
Albert Pike era grão-mestre maçon e membro nos illuminati, fundara também a seita Ku Klux Klan, e Giuseppe era illuminati e esteve ligado ao movimento revolucionário do Rissorgimento Italiano e
à sociedade secreta dos Carbonários.

Fica aqui um trecho dessa carta :
«... A terceira Guerra mundial deverá ser fomentada através do aproveitamento dos diferendos promovidos pelos agentes dos illuminati entre o sionismo político e os dirigentes do mundo muçulmano. A guerra deve ser orientada de tal forma que o Islão e o sionismo político se destruam mutuamente, enquanto outras nações se vêem obrigadas a entrar na luta, até ao ponto de se esgotarem física, mental, espiritual e economicamente.. [...]»

Isto revela a perversidade dos planos deles, o conflito entre Palestina e Israel, que parece ser eterno, será talvez um dos pilares dessa guerra.


O livro fala ainda dos Bilderberg, grupo formado por chefes de Governo, banqueiros, presidentes de multinacionais, donos de meios de comunicação, etc.
Grupo fundado em Maio de 1954, na Holanda, em Oosterbeek, recebendo o nome do Hotel em que os membros se reuniram pela primeira vez. Reunem-se sempre á porta fechada, nos encontros do G8 ( grupo dos oito países mais ricos ).
O principal fundador dos bilderberg foi o príncipe Bernhard Zu Lippe-Biesterfeld, pertencente à Casa de Orange-Nassau, actual família real da Holanda.
Querem saber algo mais ? Ele foi também oficial das SS de Hitler e membro do partido Nazi.
A segurança nos encontros Bilderberg está assegurada pela CIA e também pelos serviços secretos israelitas, a Mossad.


David Rockefeller fundou a Comissão Trilateral, constituído pela elite política e da economia mundiais.
O objectivo é romper com o poder estabelecido de sempre, anular a autonomia de países e criar um grande bloco do primeiro mundo para controlarem os destinos do segundo e terceiro mundo.
Manejam a governabilidade mundial. Querem criar uma nova ordem mundial.

O livro fala ainda da Opus Dei, e de assassinatos no Vaticano




« O livro dos Illuminati »


illuminati



Autor : Robert Anton Wilson . editora Via Optima.

O autor aborda o tema dos illuminati, por vezes de modo sério, outras vezes de modo anedótico, o livro por vezes tem o objectivo de chocar ou simplesmente fazer-nos pensar, o que o torna interessante.
Aproveitam-se algumas páginas de boa informação, o autor tenta abordar o tema com algum humorismo por vezes, seria para as sociedades no Poder não o levarem demasiado a sério para o considerarem um inimigo?
Ele era bem informado , revelou por exemplo o termo “idiota útil” calão utilizado pela CIA para definir todos os indivíduos que trabalhavam para a organização sem o saberem directamente...

O título original do livro é “ The illuminati papers”, o autor, Robert Wilson ( que já faleceu ), era um visionário, humorista, romancista, poeta, dramaturgo, escritor de divulgação científica, filósofo, um homem inteligente e de muitas partes.
Foi membro da sociedade L5, formada por um grupo de cientistas, também foi um dos fundadores do Instituto para o Estudo do Futuro Homem, sediado no estado de Maryland.
Ele era doutorado em psicologia, participava em programas na rádio e tv nos EUA, Canadá e Grã Bretanha, por vezes...Foi ainda autor de 14 livros, o romance “Illuminatus”.
Também estudou obras de ocultismo, em páginas do livro ele menciona temas da física quântica, psicocinese, magick de Aleister Crowley..
O livro contém ainda citações, pensamentos, e artigos de jornais e revistas sobre illuminatis e sociedades secretas, bom como entrevistas da Conspiracy Digest a Robert Wilson...


Na página 11 , Robert Wilson mencionou um artigo de Claire Wolfe que explicava algumas leis fascistas promulgadas no 104º Congresso, «Land Mine Legislation »
( 1997, Summer Supplement, Loompanics Unlimited, Port Towsend WA), em que Claire falava da acção dos polícias que fazem testes de urina aos condutores civis.
Na verdade esses testes serviriam não só para despistagem de drogas, mas também para se criar uma base de dados genéticos de todos os cidadãos.
Outra lei promulgada permitia o Governo dos EUA a declarar qualquer grupo de pessoas como “terrorista” se lhes apetecesse, sem direito a julgamento.

É mencionado um caso em que, agentes do FBI e do BATF, a 19 de Abril de 1993, assaltaram um rancho em Mt Carmel, perto da cidade de waco (Texas), onde se refugiava a igreja Davidiana,
uma seita cristã. O balanço do assalto foram entre suicídios e baixas causadas pelos policiais, 74 mortos.

Nos EUA os federais investigam tudo o que lhes apetece sobre qualquer cidadão, por exemplo os resultados de consultas médicas privadas, secções 262-264 da Directiva Sanitária 3103.
Provavelmente em todos os Países isso poderá ocorrer, mesmo que os Governos não admitam oficialmente.


Robert Wilson, disse, humorísticamente, que todas essas sociedades secretas , illuminatis, etc, e agências de segurança como CIA, FBI, todos eles tinham fraco QI.
Porque quanto mais segredos possuir uma dessas coligações, mais poderosa ela se julgará ser, mas o facto é que a inteligência depende da troca rápida de sinais, então a acumulação de sinais sob forma de “segredos altamente confidenciais” ,”top secret” e a transmissão de sinais falsos ( política da mentira e desinformação) não são partilha de informação, portanto reduzem o QI..
Os segredos são mais perigosos para os seus detentores do que para os que deles estão excluídos...

Ele menciona ainda a paranóia de todos os serviços secretos ( CIA, FBI e todos) essas polícias secretas possui ficheiros de toda a gente, inclusivé dos seus próprios criadores, isto leva a outro retorno infinito, surgem outras polícias secretas a investigar as anteriores, e todos se investigam uns aos outros. E quando surgem suspeitas de haver conspirações, cada uma recolhe grandes quantidades de informação sobre o assunto e produz igualmente grandes quantidades de informação falsa.
Cria-se a situação que ele define por: Desatino Óptimo, todos desconfiam que os outros estão a enganá-lo, todos desconfiam que os outros lhe estarão a passar informações erradas. Como Henry Kissinger terá afirmado : Actualmente em Washington quem não for paranóico é louco.
Aqueles que utilizavam as polícias secretas, deveriam investigar tais organizações também, para garantir que elas não teriam demasiado Poder.
A segurança Nacional é a causa principal da insegurança nacional.

Robert Wilson denuncia ainda uma técnica existente que é a “Inferência acrítica” ou associação condicionada, por exemplo se falarmos de conspirações dos banqueiros, ou do governo e da maçonaria, somos logo rotulados de “anti semitas” ou “nazis” ou terroristas, para nos descridibilizarem.
Robert Wilson recebia frequentemente cartas ameaçadoras de dois grupos de idiotas, como ele dissera, grupos de Judeus que o acusavam de anti-semita, e por outro lado os anti-semitas que o queriam receber honradamente nos seus clubes..
Lol.

Na página 29, surge um artigo de Hagbard Celine, sobre a Neurociência, continuando nas páginas seguintes, falando da dependência do dinheiro.
Diz que o Estado, fissionando a sociedade em classes separadas de priveligiados e carenciados, criou a Pobreza.
Há hoje 0,5% da população que detém 70% da riqueza, deixando os outros 99,5% da população competindo violentamente pelo restante.
O resultado será uma sociedade totalmente condicionada, motivada apenas pelo vício neuroquímico do dinheiro.
Os simbolos illuminati estão nas notas de 1 dólar, o Estado detém o poder sobre o maná, ou energia psíquica, do dinheiro.. O ícone condicionado, o dinheiro-símbolo, controla totalmente o nosso
bem estar mental.

Robert Wilson, na página 146, explica ainda como as novas leis são criadas apenas para gerar novos tipos de criminosos...
Por exemplo, quando a marijuana foi ilegalizada na América por Acta do Congresso, em 1937, várias centenas de cidadãos, anteriormente respeitadores da lei, passaram a criminosos de um dia para
o outro. À medida que cada vez mais leis vão sendo promulgadas, cada vez mais cidadãos vão-se tornando supostos criminosos.
Por exemplo se fosse criada uma lei proibindo arrotar, quem arrota-se seria criminoso.

Robert Wilson, na página 131 fala ainda de L. Ron Hubbard, fundador da Cientologia, que nos anos 40 foi membro da loja Agape da OTO ( Ordo templi orientis ) da qual retirou ensinamentos
para fundar posteriormente a Cientologia.
Diz-se que ele estaria infiltrado na OTO ao serviço dos serviços secretos Navais, usou posteriormente técnicas da OTO , mas de forma invertida, para controlar as pessoas, e fazer lavagem cerebral, na Cientologia.

comprar casa, apartamentos, imoveis, imobiliaria,


« Democracia e Secretismo »

democracia e secretismo


editora Europa-América, autor Dr Oswald le Winter, ex agente da CIA.
Título original « Democracy and secrecy ».

Este Homem, combateu na Coreia e foi feito prisioneiro pelos chineses.
Em 1954 juntou-se ao serviço de informações do exército americano , à equipa do general Ed Landsdale, nas Filipinas e no Vietname até 1955.
Deixou o serviço activo e voltou a leccionar em várias universidades.
Em 1965 ingressou na CIA, onde trabalhou até 1985, ano em que foi forçado a demitir-se.
O último posto foi de chefe do ITAC na Nato, no exército ele foi major-general.
Em 1988 denunciou crimes da CIA .
Em 1998 foi condenado a 4 anos de prisão por alegada fraude numa operação conjunta da CIA, FBI e MI-6, ( tramaram-no), no ano 2000 veio exilar-se em Portugal, Lisboa.
Em 2001 publica o livro «Desmantelar a América » que em apenas dois meses teve logo 6 edições.

Nunca mais ouvi falar deste indivíduo, será que se refugiou secretamente noutro País, ou o “silenciaram” ?
Numa antiga entrevista ele afirmava que ia editar um livro sobre a al-qaeda e o envolvimento da CIA e dos senhores da guerra, “As máfias de Alá”, o que é certo é que esse livro nunca mais saiu
e nunca mais se ouviu falar de Oswald le Winter.

Bem, agora falando do seu livro «Democracia e secretismo» é dos melhores que já li, pois não foi escrito por nenhum curioso, ele teve altos cargos no exército e esteve por dentro da CIA,
ele denuncia que a CIA esteve envolvida em negócios da droga, guerra biológica (envolvendo virus, insectos contaminados etc), ele denuncia as armas de microondas,
( DEW, directed energy weapons, armas de energia direccionada) entre mais.
Curioso foi o facto de alguns anos mais tarde, nos telejornais, se divulgarem videos de uma nova arma de microondas, numa espécie de “parabólica” em cima de um jipe militar.
Oswald le winter já mencionava esse tipo de armas, muitos anos antes, no livro.
E há coisas que ele menciona no livro, que estão acontecendo agora mesmo.

O livro aborda variados temas interessantes :

Os lucros de quem fabricou a vacina contra o Anthrax, desinformação, vacina não testada mas vacinaram milhares de soldados.
Armas biológicas fabricadas pela CIA.
Assassinato de J. F. Kennedy.
Pormenores secretos de como assassinar os direitos civis.
O tribunal mais secreto da América. FISC.
Echelon: Espionagem electrónica.
Cinco grandes mentiras da guerra ao Terrorismo.
O acidente de watergate.
MK Ultra: Cia e controle mental.

O livro tem ainda documentos com lista de membros Bilderberg portugueses.
Atentado de Oklahoma.
Banco do Vaticano e ouro nazi.

E mais...

Aqui ficam alguns dos nomes de Bilderbergs Portugueses :

Francisco Pinto Balsemão.
Joaquim Freitas do Amaral.
José Manual durão Barroso.
Prof. Maria Carrilho.
António Vitorino.
Marcelo Rebelo de Sousa.
Margarida Marante.
Ricardo espírito Santo.
Vitor Constâncio,



Oswald , na página 272 denuncia que os motivos da invasão ao Afeganistão, não são o combate ao terrorismo de Bin laden, mas sim o lucro de três a cinco triliões de dólares em petróleo e gás natural, as maiores reservas petrolíferas estão no Mar Cáspio e o oleoduto por onde irá circular esse petróleo será construído ao longo do território Afegao, e centenas de milhões de dólares de lucro vindo da produção de ópio.
O ópio que circula por todo o mundo é quase todo proveniente do Afeganistão, e curiosamente desde a invasão pelos americanos a produção aumentou .

Oswald le Winter lançou ainda algumas questões.
Porque é que a CIA se havia encontrado com Bin laden num hospital americano em Dubai, antes dos atentados de 11 de Setembro, e nesse mesmo momento do encontro, uma grande frota de combate britãnica navegava em águas próximas do Afeganistão.

Muita gente sabia que iam ocorrer os atentados ao world trade center, nos dias anteriores ao atentado, grandes funcionários e altas patentes dos grandes Bancos embolsaram lucros astronómicos ao venderem acções das companhias de aviação United e American.

Oswald teve acesso á lista de passageiros dos aviões envolvidos nos atentados, ele diz que não havia nenhuns passageiros naturais do Médio Oriente.
E mesmo que fosse verdade, como é que árabes que apenas tinham pilotado avionetas “cessna” e que haviam chumbado nos exames, conseguiriam pilotar pesados jactos Boeing no espaço aéreo mais congestionado do planeta? E fazer manobras tão complexas?
Como é que os pilotos se deixariam dominar por “terroristas” apenas munidos com pequeninos canivetes?
Três dos pilotos americanos eram veteranos da força aérea.
Os supostos passaportes dos terroristas , conseguiram escapar ás explosões e aos incêndios sem ficar danificados, mas as caixas negras dos aviões ( que supostamente são indestrutíveis) ficaram danificadas ( segundo o FBI), terá lógica?

Oswald explica que os principais jornais e cadeias televisivas têm jornalistas que cooperam com a CIA, se eles fizerem o jogo conforme as regras, se forem receptores de informação interna e divulgarem a informação como a CIA deseja, eles recebem recompensas, alto estatudo, notoriedade, viagens a locais exóticos e instalados nos melhores Hóteis, etc. Como o caso de Bob Woodward e Vernon Loeb do «Washington Post ».
A CNN por exemplo, se cooperar , tem direitos exclusivos de fazer a cobertura de campanhas militares. Esses jornalistas, chamados de “Intelectuais de Defesa” têm vidas previligiadas.
Um jornalistazeco simples, tem que trabalhar no duro para ganhar a vida, mas esses outros recebem as notícias já formatadas, entregues como que numa bandeja de prata, e recebem altos salários.


Oswald denuncia que a CIA protege os traficantes que trazem drogas para território americano, usa intermediários e outros meios clandestinos sofisticados e não-conhecidos, lavagem de dinheiro etc, para nunca ser relacionada com os crimes...
E quem publicasse tais verdades seria considerado louco ou traidor.

« Se o povo americano alguma vez soubesse quantos desperdícios e disparates são encobertos pela imposição e confidencialidade e embargos, reclamariam as nossas cabeças.. e nós mereceríamos
os nossos destinos »
( Major Ralph Peters, do exército dos Estados Unidos ).


Controle da Mente:

Desde 1965 até 1970, a Agência de Investigação de projectos avançados de Defesa
( DARPA), subsidiada pelos miilitares até 80%, lançou a operação PANDORA para estudar a saúde e efeitos psicológicos das microondas de baixa intensidade respeitantes ao chamado “sinal de Moscovo”.
Este projecto parece ter sido bastante vasto e incluiu ( com financiamento da Marinha dos EUA ) estudos que demonstravam como induzir ataques cardíacos, como criar fugas na barreira do sangue/cérebro, como produzir alucinações.
Arquivos do FOIA ( freedom of information act) revelaram memorandos de Richard Cesaro, director da DARPA, que confirmavam que o objectivo inicial do programa era:
“ Descobrir se um sinal de microondas cuidadosamente controlado ,podia influenciar a mente ».
Cesaro pediu que esses estudos fossem feitos « para potenciais aplicações em armas ».


Oswald Le winter nunca mais deu notícias, fica aqui para recordar uma entrevista publicada na revista "Focus" nr 375.

( clique nas imagens)

oswald le winter . .

Entrevista na « Magazine Grande Informação » nº 4, Março de 2006 .

oswald le winter . . .





« A face Oculta do Petróleo »
( A mentira, a manipulação, a corrupção )


face oculta petroleo



Éric Laurent, editora Temas e Debates.
Jornalista da radio France, Éric nasceu em 1947 , especialista em política internacional ,
Interessado particularmente em geopolítica do petróleo.
Publicou alguns livros interessantes, entre eles a Guerra dos Bush ( 2003) , o Mundo secreto de Bush ( 2004), a face oculta do 11 de setembro ( 2004 ).

Comprei o livro em 2007, e achei muito bom.. Ele revelava coisas interessantes, e por coinciência algo que o livro mencionava ocorreu agora em 2008, a grande crise petrolífera e os preços a
subirem em flecha graças aos especuladores.

O livro começa com uma interessante frase :

« A diferença entre o pessimista e o optimista consiste no facto de o pessimista estar, em geral, mais bem informado »
( Claire Booth Luce ).

Alguns tópicos do livro:

O lobby do petróleo e o Pentágono.
Cia e o 11 de setembro.
Casa Branca falsifica relatórios.
Especuladores do petróleo.
Carregamentos vendidos mais de cincuenta vezes.
Nove mil milhões de dólares de lucros fraudulentos.
Reservas à beira do esgotamento.
Impostura e desinformação.



Os americanos são muito dependentes do petróleo, representam apenas 6% da população mundial, mas consomem cerca de 33% da energia produzida no mundo inteiro.
A guerra no Iraque obviamente, deve-se graças às reservas de petróleo no País, e mais países certamente serão invadidos.

Na página 45, ele explica como são inflaccionados os preços :

As empresas ficam contingentes e estabelecem preços de venda alinhados pelas cotações mais altas em vigor, as do Texas e do Golfo do México, donde provém a quase totalidade do petróleo americano.
A esse preço adicionam o custo standard do frete , correspondente ao transporte desde o Golfo do México até ao porto de destino.
As companhias britânicas aderem a essa disposição, que permite obter lucros enormes com o petróleo em bruto produzido a baixo preço no Iraque ou no Irão.
Se a BP fornece à Itália petróleo barato proveniente do Irão, pois o seu preço é fixado como se o petróleo fosse o do Golfo do México, e o preço do frete é calculado em função desse trajecto fictício. As companhias podem aumentar essas margens já consideráveis “compensando” as suas entregas, o que permite reduzir ainda mais os custos de transporte.

Aliança com os Nazis:

Na pág. 46, explica que o fundador da “Shell” ,o holandês Deterding, em 1936, tornou-se um notório nazi.
Foi forçado a demitir-se e retirou-se para a Alemanha, para a sua propriedade em Meclemburgo.

A IG Farben, um consórcio químico alemão que em 1916 prpoduzia gases asfixiantes para usar em prisioneiros nas trincheiras inimigas, era aliado à Exxon.
Ainda hoje existe a IG Farben, na qual entrasm grandes capitais $ americanos e ingleses. Vários milhões de libras esterlinas de acções da IG Farben estão na posse de bancos no outro lado do Atlântico, entre eles o Chase Bank de Rockefeller, o Morgan e o Warburg.
A IG Farben tornou-se desde 1932 a maior potência química do mundo, controla 400 sociedades alemãs e 500 empresas comerciais , possui as próprias linhas de caminho-de-ferro e minas de
carvão, e fábricas em várias dezenas de Países. As 500 maiores firmas, que fazem a propsperidade da Europa e Estados Unidos, estão ligadas por mais de 2000 acordos ao grupo alemão , cujos investigadores e técnicos são os mais numerosos e os mais qualificados.
A Exxon forneceu aos nazis as patentes do chumbo tetraelito, indispensável no fabrico de gasolina para aviões. A Exxon desejosa de lançar-se no fabrico de borracha sintética, desenvolve
actividades na Alemanha , ao mesmo tempo dedicou-se a entravar as pesquisas americanas nesse domínio, sabotando o esforço de guerra americano e aliado.


Há petrolíferas nos EUA que quase nem pagam impostos.

Quanto mais lucro tiverem menos impostos pagam.
Como diz o autor, na pág. 72.
Por exemplo a companhia petrolífera Amerada Hess tem vínculos com a família Bush e com a família real saudita, laços muito antigos .
Por exemplo em 1944, a companhia teve um lucro bruto de 17 milhões de dólares e pagou apenas 200 mil dólares de imposto, que para uma empresa petrolífera são trocos.
Uma outra companhia, cujo autor não menciona o nome, talvez para evitar reacções judiciais da mesma, em 1960 teve lucros de 65 milhões de dólares em cinco anos e nem pagou impostos,
e pasme-se: ainda recebeu do governo um reembolso de 145 000 dólares.
( fonte: Arquivos do Senado , Biblioteca do Congresso, Washington ,1960 ).


Actualmente ( em 2008 ) vivemos uma crise internacional petrolífera, os preços do petróleo disparam, e todos sentimos no bolso a crise, pagando combustíveis mais caros e , consecuentemente, alimentos mais caros.

Vejam se não é precisamente o que aconteceu em 1974, segundo relata o livro na pág . 100 .


Especulação dos preços:

Em 1971 a comissão criada por Richard Nixon, nos EUA, com os principais consultores Robert Anderson ( presidente do grupo petrolífero Atlantic Richfeld ) ,Peter Flanigan , representante de várias firmas petrolíferas, que mais tarde passou a conselheiro da Casa Branca, decidiram todos que era fundamental inflaccionar os preços do petróleo importado com objectivo de « estabilizar os preços internos a um nível elevado e encorajar os investimentos necessários ao desenvolvimento das fontes de energia nacionais ».

Em 1973 começaram a manipular a opinião pública, em vários estados norte-americanos viam-se sinais de penúria, condicionamento , a gasolina é racionada , fecham escolas e fábricas por falta de combustível, etc.. E os preços dos combustíveis sempre a subir, tal como acontece agora em 2008.

Essa falsa crise, teve semelhanças com o caso watergate.

As petrolíferas culpabilizaram o Governo , o congresso e até os ecologistas, acusando-os de terem mantido o preço do petróleo e do gás a um nível anormalmente baixo, de terem desencorajado
a exploração petrolífera e a construção de novas refinarias, e de terem bloqueado projectos como a construção do oleoduto no Alasca.
Qual seria então a solução para essa “crise” ? Inflaccionar os preços do petróleo de modo a tornar rentável a exploração em grande escala dos recursos energéticos americanos.
A verdade foi esta: O petróleo nunca acabou, e em 1974 o lucro das petrolíferas aumen tou 71 %, enquanto o volume da sua produção apenas foi 10% a mais.
Nesse período, as maiores petrolíferas americanas lucraram 50 mil milhões de dólares!


E deixem-me dizer-vos mais ( isto sou eu , silvio, do realidade oculta, a falar, não é citação do livro ).

Isto faz-me lembrar a “crise” falsa que vivemos agora em 2008, em que petrolíferas como a Galp dizem que a culpa é do governo que cobra impostos ( ISP) muito elevados e que o lucro da
petrolífera é quase nulo. O que é falso, pois com a subida dos combustíveis a GALP estava a lucrar 2 milhões de euros a mais por dia !!!

Repare ainda que os “experts” economistas dizem que esta crise que vivemos agora a nível internacional ,nas Bolsas, deve-se ao problema que as imobiliárias americanas enfrentam, que tem consecuências na economia global.
Será mesmo verdade? Ou o verdadeiro problema é a guerra no Iraque e a guerra no Afeganistão que custam milhôes por mês, que arrasam a economia dos EUA ?
Estamos a pagar combustíveis mais caros para pagarmos do nosso bolso essa guerra.
Para que daqui a uns anos os EUA lucrem com todo o petróleo existente no Iraque!
Esta é a verdade.

E na minha opinião , os Países europeus que apoiaram a intervenção militar americana no Iraque ( inclusivé Portugal) são BURROS, porque quando os EUA controlarem o petróleo iraquiano eles poderão fazer pressão sobre a china e sobre a europa, ficaremos dependentes deles! Se eles se aborrecerem connosco e se lhes apetecer considerar-nos “inimigos” podem cortar-nos o petróleo,
ou se lhes apetecer explorar-nos, teremos que comprar o petróleo ao preço que lhes apetecer!


E mais voz digo, recentemente foi anunciado que os EUA , os Russos e o Reino Unido querem explorar o Alasca, que tem grandes reservas de petróleo e gás natural no sub solo.
Obviamente para explorar essa zona e realizar prospecções, perfurações, etc, isso custará biliões de dólares!!! Então os preços do petróleo têm vindo a subir porquê?
Para nós estarmos a pagar agora dos nossos bolsos, todos os biliões de dólares que as grandes petrolíferas irão utilizar para a exploração no Alasca!!


Continuando com o livro:

Em 1974 um jornalista do Washington Post, Jack Anderson, baseado em informações coonfidenciais de um informador na Mobil , e baseado em documentos confidenciais que teve acesso da Aramco ( consórcio formado pelas companhias Exxon, Texaco, Mobil e Chevron) ele diz que muitas petrolíferas guardavam milhões de litros de combustível em stock, em reservatórios clandestinos ,
e vendiam-no ao preço inflaccionado. Mas que lhes ficava barato pois estava em stock.

Meus amigos ( agora eu silvio, falando, fim de citação do livro ),
Isto lembra-me o que acontece agora em 2008, as petrolíferas sobem o preço do petróleo nos postos de abastecimento, mas o combustível que nos vendem estava em stock, combustível que eles haviam comprado mais barato antes.
Por exemplo se o barril de petróleo estiver a 140 dólares, e subir para 145 dólares, os postos de abastecimento sobem o preço de cada litro, mas eles estão a vender combustível que tinham em
stock e que haviam adquirido muito antes ( talvez quando o petróleo estava a 130 dólares o Barril ).
Pois os preços têm variado de dia para dia.


Na pág. 164, o autor revela que, a NSA ( national security agency) com os satélites espiões tem interceptado conversas dos membros da família real saudita.
E que há divergências entre eles, corrupção , e muitos deles transferem centenas de milhões de dólares para grupos fundamentalistas (terroristas) com receio que estes se tornem seus inimigos e os queiram derrubar.
500 milhões de dólares , por exemplo, apoiavam Bin Laden e muitos outros grupos no Golfo, Médio Oriente e no Sudeste Asiático.

Na pág 241 o livro revela que as petrolíferas se estão a marimbar para o aquecimento global, aliás se o gelo derreter no pólo norte, melhor, pois assim mais facilmente poderão explorar novas reservas de petróleo lá.
A 8 de Junho de 2005, o « The New york Times » revela que o chefe do Conselho da Casa Branca para a qualidade do Ambiente, Philipp Cooney, modificava todos os relatórios dos cientistas pagos pelo governo no que respeitava a alterações climáticas.
Antes de chegar à Casa Branca, Philipp trabalhava para o American Petroleum Intitute.
Também Bush minoriza os efeitos do aquecimento Global, eles cedem ao poder do lobby do petróleo.
Os EUA são responsáveis por 30% das emissões de gases com efeito de estufa, no planeta.


COMO AS PETROLÍFERAS ESPECULAM e inflacionam OS PREÇOS para nos enganar e ROUBAR:

O Livro explica na página 259:

Cada contrato concluído nos mercados a prazo da IPE ( International Petroleum Exchange) sediado em Londres, ou no âmbito da NYMEX ( New York Mercantile Exchange ), representa 1000 barris de petróleo. Em 2003, o total de transacções representava 100 mil milhões de barris. Esse número desproporcionado deve-se apenas à expeculação.
Para cada barril real de petróleo eles negociavam 570 barris de “papel”. ( apenas no papel, nos contratos).
Controlando assim e manipulando os preços.
Os preços apresentados ao público são sempre os preços especulativos e não os do petróleo vendido diariamente, através de contratos a longo prazo.
Em Londres, no mercado IPE, os especuladores podem operar com um capital somente 3,8% do montante das suas compras.
Por exemplo mil barris a 40 dólares ( preço antigo, na altura do livro ) representam um valor de 40 000 dólares , dos quais os compradores ( que fazem contratos) não pagam mais do que 1250 dólares, ou seja 3,8% do total.
As transacções efectuadas nesse mercado correspondem a mais de cinco vezes a produção mundial de todas as variedades de petróleo.
Controlar os preços mundiais do petróleo implica , pois, um empate de capital irrisório.

Mais surrealista ainda, o Brent , o petróleo do mar do norte, não representa mais que 0,4% da produção mundial, não obstante ,o seu preço spot determina só por si, o preço de 60% da produção mundial .
A IPE é dirigida , por um antigo responsável da Shell, sir Robert Reid, rodeado de representantes dos maiores bancos mundiais.

Quando os sauditas decidiram produzir diariamente 2 milhões de barris suplementares para travar a subida dos preços, os especuladores compraram logo na NYMEX 77 000 contratos a longo prazo.
Representando cada contrato 1000 barris, eles detinham o equivalente a 770 milhões de barris, empurrando os preços para cima e neutralizando a iniciativa saudita.

As companhias petrolíferas são muitas vezes as primeiras a utilizar essas alavancas especulativas. Para aumentar os lucros, reduzem também a sua capacidade de refinação, pois esse estrangulamento provoca a subida rápida dos preços correntes.

Um petroleiro que, depois de sair do estreito de Ormuz, leva noventa dias para chegar ao seu porto de destino, transporta um carregamento de crude que pode ser vendido mais de cinquenta vezes ao longo do seu percurso.


Sempre que subirem os preços do petróleo, irão subir os preços dos alimentos :

Um estudo realizado na Grã Bretanha revela por exemplo que o transporte de uma alface dos EUA para a grã Bretanha gasta 127 calorias de energia ( o carburante do avião) , para fazer chegar
1 caloria de alface; 97 calorias de energia são necessárias para importar caloria de espargos ( por via aérea) do Chile.
Os transportes de alimentos gastam combustível, e sempre que aumentar o preço do cumbustível aumenta o preço dos alientos..


Se o petróleo acabasse na face da Terra, acabavam mihares de produtos:


A construção de um automóvel vulgar, consome o equivalente a 27 barris de petróleo, e a quantidade de matérias fossilizadas utilizadas nessa fabricação equivale ao dobro do peso final do veículo.

Chips de computador:

A produção de um só grama de chip electrónico consome 630 gramas de combustível fóssil, a fabricação de um só chip 32 mb DRAM requer 1,5 quilo de energia fóssil e 31 kg de água
( estudo revelado pela sociedade de química americana).
A construção de um computador pessoal consome duas vezes o seu peso em energia fóssil .
Se terminasse o petróleo, de nada serviria utilizarmos energias alternativas , pois mesmo essas fábricas de energia eólica, ou solar, ou nuclear etc, seriam geridas por salas de controle e computadores, mas sem petróleo não se poderiam produzir computadores, nem automóveis, nem milhares de produtos, como por exemplo:
Sistemas de refrigeração que permitem armazenar alimentos básicos, certas vitaminas, minerais e corantes que lhes são adicionados.
A fabricação de caixas , plástico, celofane para microondas, destinados á protecção e à embalagem.
Certos equipamentos para hospitais, como bolsas para sangue, drenos, válvulas cardíacas, seringas, tubos, luvas, próteses, etileno-óxido para a esterilização de equipamentos, anestésicos, aspirina, ligaduras, cortisona, anti-histamínicos, muito é feito com derivados do petróleo.



Energias alternativas??

Ja sabemos que biocombustíveis têm um lado negro, desflorestação, milhares de árvores abatidas e novos terrenos para se cultivarem biocombustíveis, depois escasseiam alimentos para a população, os alimentos sobem de preço.

Então e o hidrogénio? Carros moviso a água, baterias que separam o oxigénio do hidrogénio e o fabrico do próprio hidrogénio consome mais energia do que aquela que ele irá produzir.
O hidrogénio é mais um “vector” de energia do que um verdadeiro carburante. Produzir hidrogénio exigiria o consumo de petróleo.
Se acabasse o petróleo, como seria?

Energia solar:
Centrais fotovoltaicas não substituiriam as centrais de energia a carvão.
Por exemplo se juntarmos todas as centrais fotovoltaicas do mundo, obteríamos uma potência de 2000 megawatts, o que não se compara com a produção sequer de duas centrais a carvão.
Alimentar a economia mundial com energia solar exigiria cobrir com painéis 220 000 km quadrados.

Energia eólica?
Para substituir a energia produzida por uma só plataforma off-shore de xtracção de petróleo, seriam precisos o equivalente a 10 000 turbinas eólicas.



James wolsey, antigo director da CIA , declarou numa conferência sobre as energias renováveis :

« Temo que estejamos em guerra não durante anos, mas durante decénios. A longo prazo, venceremos , mas a chave dessa guerra será o petróleo »

Em Junho de 2005, o « The Financial Times » publicou um artigo, em que o antigo secretário de Estado Henry Kissinger, muito ligado aos negócios do petróleo, declarava :

« A procura e a competição pelo acesso à energia podem passar a ser fonte de vida ou de morte para muitas sociedades »
e acrescentava:
« Quando as armas nucleares estiverem disseminadas entre trinta ou quarenta países e cada um agir segundo os seus próprios cálculos , com menos experiência e a partir de sistemas de valores diferentes, teremos um mundom permanentemente ameaçado por catástrofes iminentes »

( Caroline Daniel “ Kissinger Warns of Energy Conflict “—The Financial Times , 1 de Junho de 2005.




«Verdades Ocultas »

Este escrito por mim ...

verdades ocultas

Tem um preço acessível, é impresso em capa a cores, pode levá-lo para ler onde quizer, na praia, no carro, num jardim, no quarto, na sala, pode emprestar a um (a) amigo(a).
São 138 páginas sobre conspiração, contém várias imagens e documentos, temas inéditos que não estão aqui no site realidadeoculta.


Pode comprar online, em modo seguro, por cartão ou paypal, aqui .
Em poucos dias recebe o livro, eu já fiz a experiência e numa semana chegou o livro, é impresso em espanha, ( escrito em Português, por mim),
compra segura e fiável.


18,49 euros


O site está em espanhol, clique em "añadir a carro "


verdades ocultas


Se aparecer 22$ é porque a pagina está em inglês, então veja no rodapé do site a linguagem e mude para espanhol, e aparecerá preço em euros, 18, 49 $




Um preço acessível, no mercado as editoras censuram muitos destes temas, porém este foi editado por miim, a gráfica em espanha ( do site lulu) não censura nada,.!
São 138 páginas de conspiração, cito todas as fontes de informação, contém várias imagens e documentos.

Veja o conteúdo do índice:


Índice:

Introdução . Página 1 e 2
Ovnis ... Páginas 3 e 4
Area 51 Paginas 5 ,6 , 7, 8, 9, 10
Roswel Paginas 11, 12, 13
Projectos ovni Paginas 14, 15, 16

Sociedades secretas :

Vaticano e pedofilia. Paginas 17 e 18
Igreja católica e Maçonaria Paginas 18, 19, 20, 21
Vaticano, Cia e Máfia. Paginas 22 e 23
Serviços secretos do vaticano. Paginas 23 e 24
Assassinato de João Paulo I. Pagina 25
Opus Dei. Pagina 25

Grupo Bilderberg Pagina 26
Rothschilds Pagina 26
Skull and Bones Pagina 27
Maçonaria Pagina 27
Illuminati Paginas 28, 29, 30
A estrutura dos Illuminati Paginas 31, 32 ,33
Echelon Paginas 34, 35, 36
Projecto alternativa 3 Paginas 37, 38
Crimes da CIA Pagina 39
Cia e a Droga Paginas 39, 40, 41
Alqaeda e CIA Paginas 42, 43
Bush e família Laden Paginas 44, 45
Mk-Ultra Pagina 46
Cia e o assassinato de Kennedy Paginas 46, 47
CIA e os ovni Pagina 48
CIA e espionagem psíquica Pagina 49

World trade Center Paginas 51 a 68

Armas de controle social Paginas 69, 70
Energia, economia Paginas 71 a 76
O que é investigado em cada cidadão. Paginas 77 a 81
Governantes ocultos do Mundo. Paginas 82 a 85
Nova ordem Mundial Paginas 86
Planos de controle global Pagina 87
Manipulações genéticas Pagina 87
Implantes electrónicos Paginas 88, 89
Idiotização da população Pagina 90
Debilitar a energia das pessoas Pagina 91
Controle da mente. Pagina 92
Destruição da Natureza. Pagina 93
Censura do tema extraterrestre. Pagina 94
Chipar os cidadãos. Paginas 95 a 99

Privacidade Zero Paginas 100, 101
Mini-cãmeras Pagina 102
Espionagem térmica Pagina 103
Haarp Paginas 104, 105

Saúde:
Fluor na água Paginas 106, 107
Aspartame Paginas 108 a 114
H5N1 e o Tamiflu Paginas 114, 115
Aparelhos microondas Paginas 115 a 119
Sulfato de sódio Paginas 120 a 122

A mentira do Anthrax Paginas 123, 124
Armas biológicas Pagina 125
Reino Unido e o Terrorismo Pagina 126
As mentiras do petróleo Paginas 127, 128
Invasão do Iraque Paginas 129, 130, 131
EUA eram aliados de Saddam Pagina 131
Bombardeamento do Afeganistão Pagina 132
EUA e Nazismo Pagina 132
Armas de energia direccionada Paginas 134, 135

Bibliografia Pagina 136
Índice Paginas 137, 138



Clique nas imagens de demonstração para ampliar...


livro verdades ocultas .


Capa a cores, livro não muito fino, médio...



livro verdades ocultas


O livro contém várias imagens ( a preto e branco) e documentos....
Loading...

A verdade nua e crua!!!


Mesmo que você esteja em uma minoria de um a verdade continua sendo verdade ainda que esta seja esmagada contra a parede permanecerá imutável.

A Verdade Liberta !!! averdadeliberta777.blogspot.com

"Se as pessoas apenas entendessem a tamanha injustiça de nosso Dinheiro e Sistema Bancário, aconteceria uma revolução antes do amanhecer." - Andrew Jackson

Pesquisar este blog

Seja um de nossos seguidores!!!

Arquivo do blog

Minha foto
Ibaté, São Paulo, Brazil
Eu sou cristão protestante da Igreja Presbiteriana Independente de Ibaté, cidade onde cresci e vivo atualmente... Não me considero um religioso, penso que só a religião em si não tem o poder de salvar a alma de ninguém nem transformar uma pessoa corrompida em um cidadão de bem... A religião nada mais é do que uma das instituições que em conjunto formam a sociedade.Assim como a família, a escola, o club,etc... Nada mais servem do que para nos moldar conforme o padrão que a sociedade requer, para que assim possamos viver de forma ''civilizada''... Uma escravidão a qual somos submetidos ao fazer parte da sociedade pois esta é englobada em um sistema rígido, manipulador e opressor... Não sou perfeito como nínguém é, mas apenas tento dar a minha colaboração a essa pobre gente como eu,(a grande massa), que já está tanto cansada de lutar e enfrentar tantas mentiras... Sou apenas mais um louco idealista neste mundo capitalista.