sábado, 26 de junho de 2010

Os Aquisitores

Os Aquisitores é o nome genérico dado a alguns grupos dissidentes que surgiram com a atuação dos Illuminati no Brasil. Sua origem está quase sempre relacionada à renuncia de Jânio Quadros, o presidente que renunciou por não aguentar o peso das "forças terríveis" ("forças ocultas") e a instauração do Regime Militar em 1964. O nome Aquisitores é uma referência a prosperidade financeira e a atuação de seus membros na economia do país, especialmente na região de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista onde sua influência resultou na próspera fase pela qual passou a região na década de 70, no movimento metalúrgico e na posterior eleição do Presidente Lula.
Durante a ditadura militar, até pouco depois de 1985, os membros brasileiros dos illuminati se organizaram em dois grupos inimigos e teoricamente independentes dos Illuminati da Baviera. Estes capítulos isolados passaram ambos a reivindicar o antigo nome do grupo como sendo os únicos e verdadeiros Aquisitores.
Ultimamente há uma pressão muito grande para que o Presidente Luís Inácio Lula da Silva permita que se abram os arquivos da ditadura e de uma vez por todas que se prove que o ex-presidente Jango morreu envenenado. O pedido foi acompanhado pela gravação de uma entrevista feita por João Vicente Goulart, filho de Jango, com o uruguaio Mario Neira Barreiro, de 53 anos, que atualmente cumpre pena em penitenciária gaúcha, por roubo, formação de quadrilha e posse ilegal de armas. Barreiro descreve seu trabalho no Grupo Gama, o serviço de inteligência uruguaio, nos anos 1970, e detalha a Operação Escorpião (subordinada à Condor), que teria levado ao assassinato de Jango por envenenamento, mediante a adulteração de seus medicamentos de uso contínuo. Ele era cardiopata.
"Não me lembro se colocamos no Isordil, no Adelpan ou no Nifodin. Conseguimos colocar um comprimido nos remédios importados da França. Ele não poderia ser examinado por 48 horas, aquela substância poderia ser detectada" - contou Barreiro. Jango morreu na madrugada de 6 de dezembro de 1976, oficialmente de ataque cardíaco, aos 57 anos, em sua Fazenda La Villa, na cidade de Mercedes, Argentina. Seu corpo foi enterrado em São Borja, no Rio Grande do Sul, sem passar por autópsia.
Segundo João Vicente, "surgiram depois informações sobre o serviço secreto do Itamaraty, e a colaboração entre esse serviço e os de outros países, que dão veracidade ao que ele disse. Essa colaboração já existia antes da Operação Condor". João Vicente refere-se à divulgação de documentos sobre o Centro de Informações do Exterior, o serviço secreto do Itamaraty criado nos anos 60 e que vigiava os exilados brasileiros.
Tudo ocorreu, de fato, num estreito, trágico e suspeitíssimo decurso de 9 meses. JK morreu em 22 de agosto de 1976, João Goulart em 06 de dezembro do mesmo ano e Carlos Lacerda em 21 de maio do ano seguinte. Um morreu sozinho em sua fazenda, outro em um acidente mal explicado de carro e o outro de uma doença aguda que o matou de um dia para o outro. Eles articularam a Frente Ampla, que propunha a “restauração do regime democrático” no Brasil: lançada em 28 de outubro de 1966, a FA foi proibida pela ditadura em 5 de abril de 1968. Chegados ao poder por um golpe, os militares temiam tudo e todos e lá se foram, assim, assassinados, os líderes da Frente Ampla.
“Os indícios da presença da “operação condor” no caso são muito fortes. Numa carta dirigida, em agosto de l975, ao Gen. João Batista Figueiredo – e divulgada pelo jornalista norte-americano Jack Anderson – o chefe da polícia secreta de Pinochet, Manuel Contreras, comunicou o “decisivo apoio” da ditadura chilena a um "Plano" de Figueiredo para “coordenar a ação contra certas autoridades eclesiásticas e políticas da América Latina”. Na carta a seu homólogo brasileiro, chefe do SNI de Geisel, Contreras citou o chileno Orlando Letelier (morto por uma bomba que mandou pelos ares o seu carro em Washington, em 21 de setembro de 1976, 30 dias depois de Juscelino) e JK como a indicá-los como candidatos à “vendetta” dos regimes militares do cone sul, ou seja, a “Operação Condor”.
O jornalista Élio Gaspari comprova tudo isso com a publicação recente de declarações gravadas de Ernesto Geisel – considerado integrante da área castelista, “moderada”, do golpe – admitindo o assassinato como método de ação política. Gaspari revelou degravação de conversas de Geisel com o general Dale Coutinho, seu futuro ministro do Exército, a um mês de sua posse na Presidência. ‘Esse negócio de matar é uma barbaridade, mas tem que ser’, afirma Geisel, em uma de várias demonstrações de que sabia da morte de opositores sob custódia do regime.
Na cultura popular brasileira, os Aquisitores são referência clara na música “Forças Ocultas” escrita por Marcelo Nova do grupo Camisa de Vênus e veladas em algumas músicas de cunho político de Cazuza e Chico Buarque. Existem ainda breves citações nos filmes deLima Barreto gravados em companhia Vera Cruz.

Referências

  • 1911 Encyclopædia Britannica: "Illuminati"
  • America's Secret Establishment: An Introduction to the Order of Skull & Bones — Antony C. Sutton (Trine Day, LLC, 2003)
  • Die Korrespondenz des Illuminatenordens. vol. 1, 1776-81, ed. Reinhard Markner, Monika Neugebauer-Wölk e Hermann Schüttler. - Tübingen, Max Niemeyer, 2005. - ISBN 3-484-10881-9
  • Proof of a Conspiracy Against all the Religions and Governments of Europe — Robinson, John A.M. (New York, 1798)
  • Grand Acquisitors - John L. Hess - ISBN 0-395-18013-9
  • alt.illuminati FAQ (http://anti-masonry.info/alt.illuminati_FAQ.html)
  • Os Iluminados da Baviera - (Texto de Carlos Raposo em http://www.artemagicka.com/artigos/lluminati.htm)
  • A Ditadura Derrotada - Elio Gaspari, Companhia das Letras, 576p.
Há muita confusão misturando assuntos tão distintos,quanto agua e vinho. Por breves instantes,pode ser interessante recuar no tempo,para balizar de onde exatamente possa ter surgido a expressão iluminati,com o significado a que se propõe,qual seja a de um conjunto de pessoas ou de movimentos de organizações secretas em busca da instauração de uma nova ordem.Seja ela,a de uma pequena comunidade,quanto mais a do mundo,tal qual o conhecemos. As idéias de alquimia,muito bem descritas por Eliphas Levi,a um tempo em que a fogueira era o contra-ponto,desconheciam aquilo que a moderna física consagra que são os isótopos.Ora,todo um conceito de universo estava absolutamente distante de tais averiguações.Temos um Voltaire discursando em fogo brando e até um Jean Jacques Rousseau reivindicando sua própria fantasía,e isto é história.Não estória. A grande Czarina da Rússia(Catarina)-aliás,a única a aplicar tais princípios,tidos como iluminados,em um espaço de comando como o é um governo,reudeu-se por fim, a imposição contundente de que o homem é o homem e suas circunstâncias. Vejo muito balela e exercício de devaneio literário como informação,que bastanto leituras como Blavatsky,para demonstrar total falta de estrutura para apresentar-se como sintomas de verdade. Parece,que o achismo é argumento do método científico.

[editar]Ver também

[editar]Ligações externas


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

A verdade nua e crua!!!


Mesmo que você esteja em uma minoria de um a verdade continua sendo verdade ainda que esta seja esmagada contra a parede permanecerá imutável.

A Verdade Liberta !!! averdadeliberta777.blogspot.com

"Se as pessoas apenas entendessem a tamanha injustiça de nosso Dinheiro e Sistema Bancário, aconteceria uma revolução antes do amanhecer." - Andrew Jackson

Pesquisar este blog

Seja um de nossos seguidores!!!

Arquivo do blog

Minha foto
Ibaté, São Paulo, Brazil
Eu sou cristão protestante da Igreja Presbiteriana Independente de Ibaté, cidade onde cresci e vivo atualmente... Não me considero um religioso, penso que só a religião em si não tem o poder de salvar a alma de ninguém nem transformar uma pessoa corrompida em um cidadão de bem... A religião nada mais é do que uma das instituições que em conjunto formam a sociedade.Assim como a família, a escola, o club,etc... Nada mais servem do que para nos moldar conforme o padrão que a sociedade requer, para que assim possamos viver de forma ''civilizada''... Uma escravidão a qual somos submetidos ao fazer parte da sociedade pois esta é englobada em um sistema rígido, manipulador e opressor... Não sou perfeito como nínguém é, mas apenas tento dar a minha colaboração a essa pobre gente como eu,(a grande massa), que já está tanto cansada de lutar e enfrentar tantas mentiras... Sou apenas mais um louco idealista neste mundo capitalista.