sábado, 26 de junho de 2010

Terremoto no Haiti – mais um exemplo do PROBLEMA-REAÇÃO-SOLUÇÃO

PROBLEMA-REAÇÃO-SOLUÇÃO

problem reaction solution guns 300x294 Terremoto no Haiti   mais um exemplo do PROBLEMA REAÇÃO SOLUÇÃO
A manipulação dos Illuminati é feito através da mente e das emoções. Existem muitas pessoas e muitos poucos Illuminati para controlar as pessoas fisicamente, exceto em pequena escala. Eles tem de manipular o que as massas pensam e sentem, para que possamos viver nossas vidas e ver o mundo da maneira que os Illuminati querem que vejamos.
O método preferido dos Illuminati fazerem seus movimentos conforme o planejado é chamado de Problema-Reação-Solução, e funciona assim:
Digamos que você queira começar algo que você sabe que as pessoas não irão gostar. Isso pode ser dar mais poder a polícia, continuar tirando nossos direitos básicos, começar uma guerra, inocular a população com doenças ou mesmo invadir um local estratégico. Você sabe que se anunciar essas políticas publicamente, a sociedade certamente irá contra.
Assim, primeiro você cria um PROBLEMA – aumento da criminalidade, atentados terroristas, o colapso de algum governo, arruma alguma marionete como Saddam Hussein para ir à guerra, ou cria uma falsa organização terrorista como Osama Bin Laden e a Al Qaeda, para fazer a sua própria empreitada bélica.
Tenha certeza que você tem alguém para ser culpado pelo problema, e não você – a real pessoa por trás de tudo. Então você cria um bode expiatório – como os políticos brasileiros são experts em fazê-lo – e usa sua mídia para dizer as pessoas o que elas devem pensar sobre esse seu evento manipulado e quem eles devem culpar. Dá-se início à segunda parte, a REAÇÃO da população – que costuma ser: “Isso não pode ficar assim! O que ELES irão fazer à respeito?
Bingo. Examente o que queriam. Isso permite que ELES (na verdade, você) ofereçam a SOLUÇÃO para os problemas que eles mesmos criaram – uma nova legislação que continua avançando na consolidação do poder global ou na erosão de mais direitos básicos ou da soberania de um país. Essa técnica tem sido usada há muito tempo – Dioclesiano já fazia isso em Roma. Em tempos modernos, vimos isso no Holocausto, no Bombardeio de Oklahoma City, no 11 de Setembro, no furacão Katrina em Nova Orleans, no ataque do PCC em São Paulo, a Pandemia do H1N1 e, mais recentemente, no HAITI.
O país obviamente não representa uma ameaça para os EUA, tampouco possui recursos naturais que atraiam os americanos e seus associados. Contudo, se considerarmos o contexto latinoamericano, que vive o auge em seu processo de recuperação de soberania, o Haiti possui uma posição geográfica chave no Caribe na vigilância e manutenção do estado de controle.
Além disso, sendo o Haiti um dos países mais pobres do mundo, é tratado pelos Illuminati como um campo de experiências – semelhante à África.
Vejamos então à quem, e como tudo isso interessa.
O HAARP é usado. Apenas 48 horas depois do mundo conhecer as consequências de um terremoto de 7.3 graus na escala Ritcher* registrado no Haiti, Barack Obama anunciava que 3 mil e 500 soldados americanos partiriam de imediato para o Haiti em um gesto de “solidaridade”. Hoje o número passa de 10000 soldados.
O Brasil, que passou anos administrando aquele pepino que é o Haiti (e feliz da vida, porque a ONU deu uma missão “importante”), rapidamente foi tirado do comando. Com a tragédia gerando “solidariedade” de dezenas de países (os Amigos do Haiti, que já fizeram um compromisso “solidário” de 10 anos onde reconstruirão, desenvolverão e lucrarão muito com o país), o aeroporto de Port au Prince não aguentou e entrou em colapso. De imediato os EUA assumiram controle direto do aeroporto.
Nos EUA e em outras localidades, ONGs estão incentivando a adoção de haitianos. O que não se comenta é que o número de haitianos desaparecendo é muito maior do que os que estão sendo oficialmente enviados para outros países.
Nesse ínterim, as Forças de Defesa de Israel montam seu hospital militar não-autorizado em um campo de futebol, e logo dá-se início ao roubo de orgãos e tecidos para transplantes.
Como vemos, todos os ramos dos Illuminati ganham: a indústria médica e farmacêutica, construção, segurança e inteligência, controle do espaço aéreo, mídia, dentre outras. Quem nada ganha com isso é o Haiti e seu povo.
Haitian earthquake LG 300x168 Terremoto no Haiti   mais um exemplo do PROBLEMA REAÇÃO SOLUÇÃO
* Para terem uma idéia de que falamos, segundo Roger Searle, professor de geofísica na Universidade de Dirham (Reino Unido), o terremoto de Haiti foi 35 vezes mais potente que a bomba de Hiroshima. Também comparou a energia liberada pelo terremoto com a explosão de meio milhão de toneladas de TNT.
Contudo, segundo a tese de Searle, a energia liberada no terremoto do Haiti foi uma centésima parte do que ocorreu durante o Tsunami na denominada Banda Aceh, ao sul da Ásia (também causado pelo HAARP, mas com um “erro de dosagem”).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

A verdade nua e crua!!!


Mesmo que você esteja em uma minoria de um a verdade continua sendo verdade ainda que esta seja esmagada contra a parede permanecerá imutável.

A Verdade Liberta !!! averdadeliberta777.blogspot.com

"Se as pessoas apenas entendessem a tamanha injustiça de nosso Dinheiro e Sistema Bancário, aconteceria uma revolução antes do amanhecer." - Andrew Jackson

Pesquisar este blog

Seja um de nossos seguidores!!!

Arquivo do blog

Minha foto
Ibaté, São Paulo, Brazil
Eu sou cristão protestante da Igreja Presbiteriana Independente de Ibaté, cidade onde cresci e vivo atualmente... Não me considero um religioso, penso que só a religião em si não tem o poder de salvar a alma de ninguém nem transformar uma pessoa corrompida em um cidadão de bem... A religião nada mais é do que uma das instituições que em conjunto formam a sociedade.Assim como a família, a escola, o club,etc... Nada mais servem do que para nos moldar conforme o padrão que a sociedade requer, para que assim possamos viver de forma ''civilizada''... Uma escravidão a qual somos submetidos ao fazer parte da sociedade pois esta é englobada em um sistema rígido, manipulador e opressor... Não sou perfeito como nínguém é, mas apenas tento dar a minha colaboração a essa pobre gente como eu,(a grande massa), que já está tanto cansada de lutar e enfrentar tantas mentiras... Sou apenas mais um louco idealista neste mundo capitalista.